1 ano e 47 mil visitas.

Cabeçalho do Blog quando foi lançado há um ano.
  
  Prezados leitores, hoje é dia de mais uma vez dizer: Muito Obrigado!

  O blog Bananal On Line completa 1 ano "no ar" cumprindo seu objetivo com louvor.

  Como informei 365 dias atrás, este blog é uma ferramenta utilizada para anteceder o site da GAZETA DE BANANAL.

  Através dele foi possível conhecer opiniões e os tipos de noticias que realmente interessam aos leitores que buscam informações sobre Bananal. 

  Também através dele obtive conhecimentos práticos sobre o quotidiano de um site de noticias. Sua viabilidade técnica, a periodicidade das noticias, os dias da semana mais acessados, a divulgação em redes sociais, o aprendizado sobre webdesign e muitas outras coisas imprescindiveis para proporcionar a Bananal um site de qualidade, à altura de seus leitores.

  A fase experimental não se encerra hoje. Ela continua, mas vocês vão notar algumas mudanças sutis no transcorrer dos próximos meses.

  Aos poucos o blog irá tomar "feições" de um site noticioso. Uma mudança gradual, que permita aos internautas, mesmo aqueles com pouca experiência em navegação pela web,  estarem sempre familiarizados com o novo visual que vem por aí.

  Quando essa transição se consolidar os leitores serão "linkados" para o site da GAZETA.

  Mas o blog não acabará.

  O Bananal On Line, deste jornalista que tem o inabalável princípio de assumir tudo o que escreve e pensa, terá um caráter mais opinativo sobre todas as questões relativas a Bananal, sejam elas no campo politico, social, esportivo, etc. 

  Neste 1º ano evitei, propositadamente, emitir opiniões sobre as noticias postadas deixando os leitores à vontade para exporem as suas.

  Confesso que o grande número de comentários anônimos me incomoda um pouco, mas é compreensível as pessoas se sentirem mais à vontade dessa forma. Um sintoma normal para uma pequena cidade onde opiniões mais contundentes podem ter algumas consequências. Continuaremos portanto, a proporcionar essa singela forma de catarse aos leitores.

  Para não me estender demais (escrever na primeira pessoa não me agrada muito), encerro agradecendo, de coração, a fidelidade de aproximadamente 3 mil internautas - visitantes individuais - que das mais variadas partes, não só do Brasil, mas do mundo, buscam noticias sobre este nosso rincão através do nosso blog. 

  Em 12 meses atingimos mais de 47 mil acessos. É uma marca expressiva para as nossas dimensões e limitações. A "audiência" é tão expressiva que nos coloca entre os primeiros nos sites de busca com o nome do blog e/ou relativas a Bananal.  E isso sem pagar um centavo para constar ali, ressalte-se.

  Agradeço pelos elogios, pelas críticas e até pelas ofensas, porque elas servem de parâmetro para o trabalho que pretendo desenvolver.

  Agradeço a tolerância pelos meus erros e prometo perseverar para evitá-los ao máximo.

  Finalizo este post repetindo um procedimento adotado quando a GAZETA completou seu primeiro ano, lá pelos idos de 1988. Publico um texto famoso entre jornalistas que reflete, com bom humor, as agruras da profissão. 

  Nada que nos demova da "loucura" de informar e escrever com isenção.

  Um grande abraço a todos... e o blog segue.


NÃO É FÁCIL FAZER JORNAL

  Se a letra é miúda, é impossível ler.
 
  Se a letra é grande, é exagero.

  Se trata de política, é intrometido.
 
  Se não trata, é monótono.

  Se elogia as autoridades é “puxa-saco”.

  Se fala mal, é derrotista.

  Se desenvolve a notícia, é mentiroso.
 
  Se não desenvolve, é falho.

  Se publica páginas de humor, não é sério.

  Se não publica, foi escrito para mal humorados.

  Se é sucinto, é superficial.
 
  Se é profundo, é cansativo.

  Se é editado em tempo hábil, não cumpriu mais que a obrigação.

  Se sai atrasado, chovem reclamações.

  Se tem alguma falha, é incompetente.
 
  Se sai com muitos artigos, os autores não são os melhores.

  Se usa um linguajar profundo, é esnobe.

  Se usa termos mais simples, não tem qualidade.


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.