A face do Padroeiro.




   Contemplo a face do Padroeiro e me dou conta da primazia de Bananal  enaltecê-lo.
   Contemplo somente a imagem de Sua face e constato o quanto ela significa.
   A altivez demonstrada pelo Bom Jesus no momento em que, literalmente, foi alvo de toda a maldade humana.
   Os olhos entristecidos por sentir na carne as imperfeições dos homens criados à imagem e semelhança do Pai, mas que não souberam merecer o paraíso e, através dos tempos, capitularam perante a inveja, a cobiça, o poder nefasto e o desamor ao próximo.
   Os olhos estão entristecidos, mas o olhar continua firme, ciente de Sua sagrada missão aqui na Terra, mostrando que o Amor de Deus é infindável, apesar das seguidas fraquezas do Homem.
   Através de Sua face sinto a magnitude de Seu espírito, respondendo à injustiça e à violência com paz, amor, dignidade  e ... silêncio!
   Como pôde, meu Senhor Bom Jesus, ser espezinhado perante uma multidão e responder apenas com o seu silêncio?
   Eis que Seu silêncio calou a humanidade e até hoje ecoa em nossos corações e amplifica a nossa fé.
   Perante a altivez de Sua face, meu Senhor Bom Jesus, me atrevo a pedir por minha cidade.
   A pedir que o Senhor nos abençoe com o dom da fraternidade.
   Que o Senhor ilumine os nossos caminhos para não cometermos injustiças.
  Que o Senhor nos conceda a sabedoria de sempre fazer prevalecer os ensinamentos preconizados nos Mandamentos entregues a Moisés.
  Que o Senhor nos conceda a tolerância para, quando formos submetidos a injustiças, não deixarmos a raiva e o sentimento de vingança  aflorar e ofuscar a nossa racionalidade.
  Por fim, meu Senhor Bom Jesus, que nos ilumine para deixarmos às futuras gerações um legado de prosperidade alicerçada apenas nas virtudes de nossas instituições.
  Com essa graça, meu querido Senhor Bom Jesus do Livramento, Bananal continuará merecendo o privilégio de tê-lo como Padroeiro, absorvendo a essência de sua altiva e nobre imagem perante as injustiças e as imperfeições, trilhando sempre o caminho de luz lapidado nos preceitos divinos que o Senhor nos ensinou.

                                                                                                       Ricardo Luis Reis Nogueira 
Publicado na Gazeta de Bananal em 10 de Agosto de 2002 

Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.