Com explosão de contaminados em 15 dias, Bananal decreta Fase Vermelha no combate à Covid-19.

 

Nesta sexta (15), um bebê de 3 meses foi internado em UTI e o município registrou 37 novos casos confirmados em relação ao dia anterior

Por Ricardo Nogueira

A piora acentuada no número de casos de contaminação por Covid-19 em Bananal levou o prefeito William Landim da Silva a baixar um decreto nesta sexta-feira, 15 de janeiro, colocando o município na Fase Vermelha, com base nos critérios do Plano SP. Os efeitos do decreto passam a valer a partir da próxima segunda-feira, dia 18. 

De anteontem para ontem o boletim teve um acréscimo de 22 casos e hoje outros 37 novos casos foram registrados em Bananal, incluindo um bebê de 3 meses que precisou ser internado em UTI.

No início da tarde, a região da DRS de Taubaté, na qual Bananal está inserido, foi reclassificada para a fase Laranja, mas os prefeitos têm autonomia para aumentar as restrições nas localidades com quadro mais agravado.

Na primeira quinzena de janeiro a quantidade de infectados aumentou 36,2% no total, saindo de 306 no dia 31 de dezembro para 417 neste 15 de janeiro. O percentual se acentua quando considerada somente a evolução dos casos ativos. Eram 67 contaminados (3 internados) no fechamento de 2020 e agora são 114 (5 internados) positivados, numa variação de 70,1%.

O município registrou dois óbitos na semana, num intervalo de apenas 48 horas.

Os casos suspeitos, que agora somam 175, eram 83 há duas semanas. Um aumento de 110,8%.

No mesmo período os exames descartados saíram de 931 para 1.082 (16% a mais), e o número de recuperados foi de 234 para 296, numa elevação de 26,49%.

Em vídeo gravado e publicado em rede social da prefeitura nesta noite, o prefeito Dr. William aborda as medidas adotadas, indicando consenso com os demais prefeitos da região do Vale Histórico. Ele destacou que a ocupação de leitos em Cruzeiro, principal referência em saúde de Bananal, atingiu 95% e a região alcançou patamares de 90% de ocupação. Ontem, a Prefeitura de Taubaté informou que a sua rede hospitalar atingiu 100% da capacidade em leitos.


Decreto

O decreto editado nesta noite volta a determinar somente o funcionamento de serviços essenciais, ficando vedado o funcionamento de lojas, escritórios, academias, salões de beleza e barbearias. Restaurantes, bares e lanchonetes só poderão atender por delivery.

Também ficam suspensos temporariamente cultos, missas e reuniões das instituições religiosas instaladas no município.

Ficam proibidas atividades que provoquem aglomeração, como festas particulares, eventos recreativos, a permanência de pessoas nas praças municipais e o consumo de bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos.

O decreto ainda recomenda  aos turistas que se encontram no município retornarem aos seus locais de origem.

Quanto ao expediente dos servidores municipais, ficará suspenso o registro eletrônico de ponto e autorizado o trabalho remoto, em home office, dos servidores com mais de 60 anos de idade.

O decreto prevê advertências, multas a partir de mil reais, interdição de atividade e cassação do alvará para casos de descumprimento das normas editadas.  


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.