Manchester conquista bicampeonato municipal.


Pelo segundo ano consecutivo, o Manchester chegou ao título municipal de futebol amador. O bicampeonato 2016-2017 se soma aos outros títulos na galeria do time.

Em 2017, a equipe atingiu seu objetivo de forma invicta. Após uma campanha irrepreensível na primeira fase, onde venceu todos os jogos, o time empatou as partidas semifinais contra o Nacional e o primeiro confronto das finais contra o Garotos. Todos pelo mesmo placar de 1x1.

O reencontro com a vitória se deu exatamente no último jogo decisivo contra o adversário que, nos últimos anos, vem rivalizando com ele no predomínio do futebol bananalense.

O Garotos mais uma vez mostrou empenho e determinação para tentar reconquistar a supremacia do futebol local, mas uma jogada de bola parada no primeiro tempo e o nervosismo atrapalharam.

Desde o início o Manchester demonstrou mais tranquilidade na partida. Um novo empate levaria a decisão para os pênaltis, mas a equipe aguentou as investidas do adversário e mais uma vez teve no goleiro Dinho a segurança necessária para atuar com tranquilidade.

O jogo no primeiro tempo pendeu para o Manchester em dois lances capitais. Num deles, a equipe desperdiçou um pênalti, com a bola se chocando contra a trave do goleiro Amaral. O lance, que poderia dar moral ao Garotos, acabou não abalando o Manchester porque o gol do título sairia minutos depois.

Uma cobrança de escanteio causou confusão na defesa do Garotos e a bola foi morrer no fundo das redes. Para muitos, tratou-se de um gol contra, mas, na súmula, o gol foi assinalado para o atleta Zé Lucas do Manchester.

Antes do término da primeira etapa, a equipe perdeu Popó, expulso pelo árbitro Alessandro Nogueira.

No segundo tempo, pouco se viu de futebol. Aos 4 minutos, Romário recebeu uma bola enfiada pela esquerda e bateu cruzado para a linha de fundo. Nitidamente nervoso, o Garotos teve a posse de bola, mas não conseguia levar perigo ao gol de Dinho. O Manchester, por sua vez, passou a jogar por uma bola no contra-ataque para matar a partida e se valeu de sucessivas quedas de jogadores e paralisações para esfriar o adversário.

Os momentos de maior emoção na etapa complementar ficaram para depois dos 38 minutos. A melhor chance criada foi do Garotos. Já nos descontos, um chute cruzado de perna esquerda, do bico da grande área, passou por Dinho e acertou sua trave direita (assista abaixo - clique 2 vezes sobre a imagem para ampliar).   



Afoito, o Garotos forçou nova pressão e os atletas começaram a se estranhar em campo, com empurrões que resultaram em várias expulsões.

A partir daí, o Manchester evitou novas investidas e aguardou o apito final do árbitro para assegurar a vitória e o título.   





Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.