Bananal integra último lote de migração para a TV Digital no estado.


Em 28 de novembro começou o processo de migração do sinal analógico de TV em 395 municípios do interior de São Paulo. Nesse último lote estão Bananal, Arapeí, São José do Barreiro, Areias, Silveiras, Queluz e Lavrinhas. A mudança não afeta em nada quem capta sinais de TV por assinatura, via satélite ou parabólicas.


As transmissões abertas dos canais serão feitas apenas pelo sinal digital, que proporciona imagem e som de melhor qualidade, livre de chiados, chuviscos e fantasmas. 

O processo é conduzido pela Seja Digital, entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal de TV aberta do analógico para o digital no Brasil.

Das cidades do Vale Histórico, nem todas já possuem canais disponíveis, como é o caso de Arapeí, São José do Barreiro, Silveiras e Lavrinhas. Nas demais, são poucos os canais com sinal digital.

Segundo dados da Seja Digital, em Bananal, no dia 28, somente a Rede Vida estava pegando pelo canal 48.1. Em Areias, o mesmo canal estava disponível pelo canal 55.1. Já Queluz está captando a Record TV Litoral pelo canal 19.1.

As redes de maior audiência estão providenciando a instalação do sinal gradualmente, como é o caso da TV Vanguarda (afiliada da Rede Globo no Vale) e da TV Band Vale (do grupo Bandeirantes).

Durante o período de transição, os telespectadores da região que assistem aos canais de TV aberta convencional passarão a ver durante a programação um sinal com a letra “A”. Este símbolo indica que o sinal daquela TV é analógico.

Em Bananal e alguns municípios vizinhos a letra não aparece porque a retransmissão de TV aberta não é a convencional. Do alto das torres, é retransmitido um sinal captado a partir de um aparelho de assinatura via satélite sintonizado no canal, como é o caso da TV Vanguarda. Esse tipo de retransmissão permanecerá até que o sinal digital desses canais seja implementado nas localidades.

Seja Digital

Criada por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Seja Digital é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos. Tem como missão informar à população o que precisa ser feito para ter acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits com antenas digitais e conversores para as famílias de baixa renda atendidas pelo Governo Federal. Em Bananal as orientações estão sendo prestadas na agência local dos Correios por equipes da Seja Digital, que também distribuem os kits de instalação.

Para cumprir sua missão, a Seja Digital promove ações sociais, mutirões de orientação e parcerias com organizações sociais e já distribuiu mais de 7 milhões de kits gratuitos com antena digital e conversor com controle remoto.

Através do site www.sejadigital.com.br os interessados podem obter todas as informações e agendar a retirada dos kits gratuitos 

Benefícios

O desligamento do sinal analógico irá liberar a faixa de 700 Mhz para que a oferta de internet 4G possa ser expandida na região. O 4G é uma das tecnologias mais avançadas do mundo, que permite a celulares, smartphones, laptops e tablets acessarem sinal de voz e dados a velocidades muito mais rápidas, até mesmo em ambientes fechados. De acordo com um estudo da GSM Association, esse processo de migração para TV digital pode trazer mais de US$ 5 bilhões ao PIB brasileiro, além de mais de 4 mil empregos.

A TV Digital também oferece uma série de melhorias em relação ao sinal analógico. A transmissão possui qualidade muito superior tanto de imagem quanto de som.

Outra questão fundamental são os recursos interativos. Por meio do sinal digital, o telespectador pode ter acesso a conteúdos adicionais como informações de bastidores, galerias de imagens do programa, ofertas de produtos relacionados, previsão do tempo e notícias em texto – tudo gratuitamente e de acordo com as definições de cada emissora.


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.