Festival apresentou menu refinado do curso de Gastronomia no Café ministrado pelo Senar


Foram degustados 6 tipos de iguarias cozinhadas pela Turma 2019 do Programa Turismo Rural ministrado em Bananal

Com 23 formandos, foi encerrado na última sexta-feira (08/11) mais um Curso pelo Programa Turismo Rural ministrado pelo SENAR em parceria com o Sindicato Rural de Bananal. Dois dias antes, em aprazível atividade para os concluintes do curso, foi promovido o Festival Gastronômico no Café, com menu composto de entradas, pratos principais e sobremesas com ingredientes do fruto cafeeiro.

O jantar foi oferecido a convidados da turma de alunos no Restaurante B de Bocaina, no Km 06 da rodovia Sebastião Diniz de Morais (SP-247) que liga Bananal à Serra da Bocaina. Atenderam ao convite representantes de associações e entidades de classe, empreendedores locais e agentes públicos.

Antes de servirem as iguarias, os alunos explicaram que, por sua relevância na história de Bananal, o Café foi escolhido como tema do Festival. O intuito foi mostrar o universo que o café pode proporcionar ao turismo local, mesmo não fazendo mais parte da economia do município. 

O proprietário da Fazenda Loanda, Pedro Teixeira, fez uma explanação sobre o Café, desde sua chegada ao Brasil até os efeitos econômicos e sociais de seu plantio na região do Vale do Paraíba. Em seguida, as alunas Cristine Nogueira e Mônica Alvarenga apresentaram em data show um Almanaque Cultural de Bananal elaborado com dados sobre o município, sua história, seu conjunto arquitetônico e Trade Turístico (informações sobre meios de alimentação, hospedagem, receptivo ao turista e os atrativos históricos, culturais, naturais e rurais).


O Presidente do Sindicato Rural Adriano Resende agradeceu a presença de todos, enalteceu a parceria com o SENAR e destacou a relevância do curso para agregar valor ao trabalho do homem do campo. A seu lado, Marisa Baruti, da equipe do Sindicato, ressaltou que o trabalho conjunto com o SENAR também é voltado para o homem da cidade, com cursos escolhidos conforme a vocação econômica de cada localidade.



Em rápidas palavras, o prefeito em exercício de Bananal, Carlindo Nogueira Rodrigues (Piá) falou sobre a importância do segmento turístico e salientou a necessidade da parceria entre todos os setores sociais para consolidar o turismo no município.      

Clodoaldo Reis, Instrutor do SENAR - Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, professor do curso por 8 meses, explicou que as parcerias do SENAR ocorrem em localidades de grande potencial como é o caso de Bananal. "Mesmo aquilo que aparentemente é ruim tem potencial", pontuou ele. "Uma estrada que tem muita lama, cascalho e é difícil de subir é uma estrada ótima pra quem tem 4x4 e gosta de aventura. O mesmo pode ocorrer na culinária, na questão de eventos, na parte histórica que Bananal tem. É um potencial muito grande".

Clodoaldo enfatizou que não adianta ter potencial se não souber explorá-lo. "A ideia do turismo rural é transformar o que existe em uma propriedade em atrativo turístico. E é lógico que eu não posso falar em turismo rural sem falar da cidade. E não tem como trabalhar o turismo sem iniciativa privada, poder público e a comunidade. Esse é o tripé para se desenvolver o turismo. Sem os três, infelizmente o turismo não consegue se desenvolver. Essa união precisa acontecer"



O jantar

O menu ofertou de entradas Linguiça de Frango com Caramelo de Café e Creme de Cogumelo Paris ao Café.


Como pratos principais foram servidos Frango ao Molho Bechamel com Café acompanhado de Arroz e Picadinho com Queijo Brie ao Café acompanhado de Batatas Salteadas.



De sobremesa foram servidos Tiramissu e Mousse de Café.


Ao final, os convidados avaliaram as iguarias servidas em questionário distribuído pelos alunos.

Além da refinada e saborosa comida, foi consenso entre os presentes o ambiente aprazível proporcionado por alunos e organizadores do Festival. Bananal ganhou 23 ótimos multiplicadores de sua potencialidade no turismo.

O Curso

O curso começou no mês de fevereiro com um trabalho de sensibilização. A cada mês os módulos foram trabalhados por 24 horas, distribuídas em 3 dias de 8 horas. Assim foram ministrados módulos de Planejamento, Identidade e Cultura, parte Financeira, Artesanato, Meios de Alimentação, Hospedagem, Atividades, Atendimento, Prática de Aprendizado e Conclusão. "Essa é a hora em que preparamos os alunos para serem um braço direito junto ao COMTUR e à Prefeitura", destacou Clodoaldo Reis. "Aqui eles tiveram uma missão diferenciada no turismo. A maioria dessa turma é composta de proprietários rurais e eles estão bem encaminhados para trabalhar com turismo. Para o ano que vem existe a possibilidade de novas turmas e qualquer situação que vocês precisarem na área de turismo é só procurar o Sindicato Rural que estaremos à disposição", finalizou o Instrutor do SENAR.

O certificado de aproveitamento do SENAR-AR/SP tem reconhecimento e validade em todo o Brasil. Para recebê-lo, o participante dos cursos de Formação Profissional Rural precisa obter freqüência mínima de 80%, ser aprovado pelo instrutor e estar apto para o exercício da ocupação.

A característica básica da capacitação é a de agregar valor à propriedade rural e aos produtos e culturas existentes na região, aliados às habilidades e vocações do produtor rural e sua família.




Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.