Veja a previsão do tempo detalhada para Bananal durante o Carnaval 2020


As previsões meteorológicas sobre a chegada de uma frente fria na região sudeste a partir desta sexta-feira (21) foram confirmadas e a instabilidade do tempo prevalecerá durante todo o período do carnaval.

A Gazeta de Bananal acompanhou a variação das previsões ao longo da semana e é preciso ressaltar que a instabilidade climática é tamanha que podem ocorrer alterações a qualquer momento.

No início da semana já se previa muita chuva na sexta e no sábado de carnaval, com o tempo abrindo a partir do domingo. Mas, no transcorrer da semana, as previsões mudaram, com chuvas todos os dias e melhora no tempo só a partir da quarta-feira de cinzas.

A previsão específica para Bananal revela acumulados de chuva de 30 mm a 45 mm entre sexta e domingo. Volumes que configurariam chuvas fortes, mas o jornal procurou o detalhamento do volume a cada hora. Segundo o Climatempo, as chuvas devem cair de forma contínua, em volumes fracos a cada duas horas. É pequena a probabilidade de ocorrerem num curto espaço de tempo, como ocorreu nesta semana, em tempestades que mereceriam estado de atenção. 

Na segunda-feira o volume previsto para todo o dia cai para 23 mm (chuva moderada), ficando em apenas 7 mm (chuva fraca) na terça-feira. A quarta-feira tem previsão de um acúmulo de 9 mm (chuva fraca).

Acompanhe abaixo o detalhamento da previsão do Climatempo a cada dia do período carnavalesco, incluindo a quarta-feira de cinzas, dia da viagem de volta para muitos.


SEXTA-FEIRA (21/02) - No dia de viagem para a maior parte dos turistas e conterrâneos, o acumulado previsto, de 45 mm, começa a cair em toda a área territorial do município (não confundir apenas com a cidade) distribuído em volumes fracos, de 3,75 mm a cada intervalo de 120 minutos, a partir das 10h e vai até 20h. A partir das 22h, o volume reduz ainda mais, para 1,42 mm. Os ventos, de fraca intensidade, devem soprar a 12 km/h.   



SÁBADO (22/02) - O sábado marca a abertura do Carnaval de Bananal e tem previsão de um acumulado, para todo o dia, de 34 mm. O volume, segundo a projeção climática, deverá diminuir de forma contínua, a cada duas horas, em precipitações de 1.42 mm da 0h até as 20h.  A partir daí, oscila para baixo em 1,25 mm. A velocidade dos ventos não ultrapassará 12 km/h. 


DOMINGO (23/02) - O dia da primeira Caminhada Carnavalesca deverá ter o acumulado de 30 mm distribuído em chuvas fracas de 1.25 mm da 0h até 20h. O volume reduzirá para 0.72 mm às 22h e 0.27 mm uma hora depois. A velocidade dos ventos deve chegar a 15 km/h.  


SEGUNDA (24/02) - O terceiro dia de carnaval na cidade é marcado pela grande quantidade de blocos a desfilar. Deve ter o retorno do sol em meio a nuvens. O volume de 23 mm previsto para todo o dia deve ser diluído em precipitações variáveis, de fraca intensidade. Da 0h até as 11h, não chegarão a 1mm. Por volta das 12h atinge 4.46 mm, variando para baixo às 14h (1.11 mm), 16h (1.32), 18h (1.97) e 20h (0,39). Depois das 22h deve parar de chover. A velocidade dos ventos ficará em 16 km/h. 


TERÇA (25/02) - O último dia de folia, com outra Caminhada Carnavalesca, tem um volume total previsto de apenas 7 mm.  As chuvas fracas devem ocorrer entre 10h e 20h em volumes de 0.58 a cada duas horas. Não há previsão de acumulados depois disso e o carnaval deve ser encerrado, por volta das 3h da manhã sem chuva. Os ventos devem soprar a 13 km/h.


QUARTA (26/02) - A quarta-feira de cinzas é o dia de regresso para muitos e abre a quaresma com tempo típico de verão. Sol durante o dia e pancadas de chuva à tarde. O volume é de apenas 9 mm para todo o dia. As precipitações devem se concentrar entre as 12 e as 14 h, em volumes, respectivamente, de 1.47 e 2.37 mm. Nos demais horários não há qualquer previsão de chuva. A velocidade dos ventos, de fraca intensidade, ficará na casa dos 11 km/h.


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.