Prefeito de Bananal reclama de tentativas de acelerar flexibilização na cidade


Segundo ele, outras autoridades estão tentando jogar pessoas contra as medidas restritivas da prefeitura baseadas no Plano São Paulo

Em tom de desabafo e demonstrando certa irritação, o prefeito de Bananal, Carlindo Nogueira Rodrigues (Piá), reclamou de tentativas de "algumas autoridades" em jogar segmentos comerciais e pessoas contra o trabalho da prefeitura no enfrentamento à pandemia da Covid-19, doença ocasionada pelo novo coronavírus.

A manifestação ocorreu durante o vídeo de pronunciamento sobre o boletim epidemiológico da última sexta-feira, 05 de junho. Abordando a reabertura parcial do comércio no dia 1° de junho, Piá reclamou de um requerimento formalizado junto à prefeitura indagando o porquê de não abrir alguns outros segmentos. Ele demonstrou insatisfação também com uma postagem em rede social dizendo que o cobraria por uma reabertura mais ampla de outros setores e a extensão dos horários de funcionamento. Piá classificou essas atitudes como "politiqueiras".

Dirigindo-se a essas autoridades que não especificou no vídeo, Piá afirmou: "Acho que vocês deveriam servir de exemplo e nos ajudar a orientar essas pessoas sobre esse problema sério que estamos passando. Não é jogar as pessoas contra nós. Essa politicagem barata".

A exemplo de outras afirmações feitas em vídeos anteriores, o prefeito declarou não estar preocupado com política. "A minha preocupação hoje é essa pandemia, que ninguém sabe como vai ficar e quando vai acabar. Foi divulgado ontem 1.473 mortes [no Brasil]. Um a cada minuto! Olha o que estamos vivendo e vocês tentando jogar esse segmento, esse pessoal contra a gente. Ponham a cabeça para funcionar um pouco. Vamos largar a política de lado e vamos tentar fazer o que o governo [estadual] está pedindo".

Fazendo alusão ao Plano São Paulo, que conta com ação coordenada entre prefeituras e Diretorias Regionais de Saúde, com acompanhamento de consórcios de municípios e da Comissão de Enfrentamento do estado, Piá continuou: "Será que vocês não acompanham que tudo o que estamos fazendo está seguindo as determinações do governo do estado? Será que vocês não viram em outras cidades, que se o prefeito fizer o contrário do que está sendo determinado o Ministério Público vai atuar?"


O prefeito encerrou sua colocação propondo novamente que se deixe a política de lado, pois isso não levaria a nada. "Vamos somar, vamos pensar na população. Vamos orientar o povo do jeito que deve ser feito. Larga a política de lado porque agora não é hora disso. A hora da política vai chegar", encerrou.

Horas antes do desabafo do prefeito de Bananal, em coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, o médico Carlos de Carvalho, Diretor da Divisão de Pneumologia do Incor que integra o corpo de especialistas do Centro de Contingência, explicou os estudos e critérios de flexibilização adotados pelo governo do estado de São Paulo junto aos municípios e suas respectivas regionais de Saúde.    



Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.