Nesta terça (7), Bananal registra mais 10 casos suspeitos de Covid-19


Agora são 29 suspeitas de infecção. Número de casos confirmados fica inalterado em relação a ontem. No estado, inversão do padrão de contaminação avança pelo interior

Por Ricardo Nogueira, com informações do Governo de SP e da Agência Brasil

O número de casos suspeitos registrados em Bananal nesta terça-feira, 07 de julho, alcança 29 pessoas. Todas elas em isolamento domiciliar. O número, que ontem marcava 20 suspeitos, cairia para 19 devido a mais um descarte contabilizado (chegando a 121), mas com a inserção de uma dezena de pessoas nas últimas 24 horas, o indicador ficou em 29 casos.

Não houve alteração nos casos confirmados e o quadro atual de Bananal permanece com uma pessoa internada em Cruzeiro e 4 em tratamento domiciliar. Contando os 8 casos recuperados, o município totaliza 13 pessoas positivadas com coronavírus desde o início da pandemia.

Hoje, São José do Barreiro descartou dois casos monitorados e outros dois suspeitos da doença. Agora com 21 descartados, aquele município contabiliza no momento 10 casos suspeitos e 6 monitorados  em isolamento domiciliar.

Desde ontem (6), quando descartou três pessoas monitoradas, Arapeí não possui casos suspeitos ou confirmados.

O último boletim divulgado em Areias foi no dia 02 de julho, totalizando 17 casos confirmados (com 13 em tratamento domiciliar e 4 recuperados), 1 caso suspeito em tratamento domiciliar, 6 pessoas monitoradas e 3 casos descartados.  

Queluz totaliza 57 casos confirmados desde o início dos boletins epidemiológicos, com 52 pacientes já recuperados. Atualmente, 3 infectados estão internados e 2 fazendo tratamento domiciliar. O município tem ainda 47 pessoas isoladas em casa sob investigação.

São Paulo

Permanece no território paulista o quadro de crescimento de casos positivados e mortes no interior, enquanto retrocedem os indicadores na região metropolitana da capital. A chamada "interiorização" da pandemia foi mais uma vez confirmada em coletiva das autoridades sanitárias hoje no Palácio dos Bandeirantes.

O Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, informou que, enquanto a capital registrou queda, o interior confirmou mais da metade dos novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas. O interior já responde por mais de 70% dos novos casos.

No total, o estado São Paulo registrou 16.475 óbitos e 332.708 casos de coronavírus. As taxas de ocupação de UTIs são de 63,4% na Grande São Paulo e 64,3% no estado. 195 mil pessoas diagnosticadas já se recuperaram da doença. Dos 645 municípios, houve pelo menos uma pessoa infectada em 630 cidades, sendo 394 com um ou mais óbitos.

Entre o total de casos diagnosticados, cerca de 195 mil pessoas estão recuperadas, sendo que 48.984 foram internadas e tiveram alta hospitalar. O número de pacientes internados é de 13.885, sendo 8.267 em enfermaria e 5.618 em unidades de terapia intensiva.

De ontem para hoje, o estado registrou quase 2.900 novos casos, 12% na capital, 17% na Região Metropolitana e 71% no interior. Cidades do interior do estado ultrapassaram pela primeira vez a capital em número de infectados.

“É importante registrar uma curva de infecção que colocava majoritariamente na capital os casos de COVID-19, bem como os óbitos, em seguida na Grande São Paulo e depois no interior. Verificando os dados de ontem, contudo, constatamos uma inversão desse padrão, determinando a interiorização da pandemia de forma mais contundente”, ponderou Vinholi.

A curva vai se aproximando cada vez mais do padrão de aumento de casos e óbitos no interior e redução na capital e Grande São Paulo. Uma queda aguda na capital, queda pouco mais leve na grande São Paulo, mas aceleração no interior.

De acordo com Vinholi, há duas regiões em particular que merecem atenção. “Em Ribeirão Preto e Campinas fizemos importantes investimentos para melhorar a capacidade hospitalar”, disse o secretário. “Foram criados 178 leitos de UTI em Campinas e 88 em Ribeirão Preto, sendo que a ocupação hospitalar ainda está acima dos 80% nessas duas regiões metropolitanas do interior do estado”, complementou.

O Secretário enfatizou também a estabilidade nos índices de isolamento social em São Paulo após a decretação do Plano SP. “Entre a semana 25, que vai de 15/06 a 21/06, e a semana 27, de 29/06 até 05/07, verificamos estabilidade no isolamento social próxima dos 47%”, informou.

Brasil



O Brasil chegou a 66.741 mil mortes e 1.668.589 milhão de casos em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Foram 1.254 novas mortes e 45.305 novas pessoas infectadas registradas nas últimas 24 horas, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada hoje (7).  Até o momento 976.977 pessoas já se recuperaram e há 624.871 pessoas em acompanhamento.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 4%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 31,8. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 794.

De acordo com o Ministério da Saúde, O Brasil é o 2º do mundo em mortes e casos, atrás apenas dos Estados Unidos. Conforme o mapa global da universidade norte-americana Johns Hopkins, os Estados Unidos contam com 2.980.906 pessoas infectadas e registraram desde o início da pandemia 131.248 vidas perdidas.

Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.