Bananal pretende monitorar pessoas com frequência em hospitais


A decisão é fundamentada na constatação de que casos registrados no município são originários de pessoas que foram internadas ou ficaram como acompanhantes em hospitais de outras cidades

Por Ricardo Nogueira

Monitorar pessoas que tenham permanecido mais de 24 horas em unidades hospitalares fora do município, seja na condição de paciente ou de acompanhante, será mais uma estratégia de enfrentamento à Covid-19 adotada pelas autoridades sanitárias de Bananal. 

A medida precisa contar com a iniciativa própria desse público alvo, mas as autoridades acreditam que o grau de colaboração dos bananalenses neste período de pandemia justifica a expectativa, pois se trata de medida preventiva. A comunicação não representará qualquer tipo de isolamento. As pessoas serão apenas instruídas sobre como proceder nos dias seguintes e contarão com os esclarecimentos que eventualmente solicitarem das equipes que atuam no enfrentamento da pandemia.     

A estratégia foi anunciada na noite de 7 de julho pelo prefeito Carlindo Nogueira Rodrigues (Piá) em pronunciamento ao lado do secretario municipal de saúde, Pedro Luiz Santos Fonseca. "Já vínhamos conversando sobre o risco que é frequentar hospital hoje. Se for possível evitar, o momento é esse", salientou o prefeito.


Piá fundamentou a decisão baseado na constatação de que todos os casos registrados em Bananal tiveram origem, além de profissionais da saúde, em pessoas que foram internadas ou serviram de acompanhantes em hospitais fora de Bananal. "É nossa obrigação fazer esse acompanhamento e, consequentemente, os nossos números [de casos] devem aumentar. Vamos fazer esse acompanhamento de perto porque o risco é muito grande", pontuou o prefeito.

A argumentação foi reforçada pelo secretario Pedro Luiz. Ele destacou que não se trata de uma imposição, mas sim de uma solicitação às pessoas que permanecerem mais de 24 horas nas unidades hospitalares. "A gente está recomendando - e solicitando -, a essas pessoas que, quando retornarem a Bananal entrem em contato com a Vigilância Epidemiológica do município para receberem as orientações de como proceder". A solicitação é extensiva também a gestantes atendidas em municípios vizinhos.

O secretário destacou que a colaboração "vai nos ajudar demais no controle, de estar explicando essa necessidade (...) até mesmo para a própria integridade da pessoa". Pedro Luiz manifestou confiança em poder contar com a colaboração "porque os munícipes tem entendido esse momento pelo qual estamos passando".


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.