Um por todos. Todos por Bananal


Parceria Amovale e Gazeta de Bananal lança campanha com vídeos de agradecimento e solidariedade a todos que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus no município

Por Ricardo Nogueira

Bananal vive o pior mês de sua história desde a pandemia da gripe espanhola no início do século XX, quando milhares de vidas foram ceifadas na cidade.

A crise sanitária provocada pelo novo coronavírus entrou no mês de julho deste ano de 2020 de forma surpreendente e avassaladora. Surpreendente porque até o dia 4 de julho o quadro epidemiológico apontava para uma estabilização. A atuação das autoridades sanitárias e equipes de saúde sobre os casos se mostrava sob controle.

No entanto, a partir daquela data, em mais uma comprovação do grande poder de contágio desse vírus implacável, surgiram casos suspeitos e confirmados numa escalada surpreendente.

Em apenas duas semanas, os casos confirmados aumentaram 387,5% e os casos suspeitos saltaram incríveis 3.950%. Isso mesmo. Quase 4 mil por cento de aumento nas suspeitas de infecção em 14 dias.

Não bastasse isso, o agravamento do quadro neste período resultou no primeiro óbito de um morador da cidade. A primeira perda inconsolável não apenas de uma, mas de todas as famílias bananalenses.

Durante 4 meses a cidade passou por alguns sustos, mas vinha conseguindo vencer aquelas primeiras batalhas.

Infelizmente, enquanto a imensa maioria dos habitantes atendia as orientações de enfrentamento (uso de máscaras, higiene das mãos e das vias aéreas, distanciamento e isolamento social)  uma pequena minoria achou que podia relaxar e relativizar os efeitos da pandemia. E esse relaxamento, refletido no funcionamento clandestino de alguns estabelecimentos e confraternizações particulares com aglomerações, coincidiu com o quadro adverso dos últimos dias, quando começamos a perder batalhas e perdemos uma vida.

Vamos enfatizar? Bananal já perdeu uma vida.

Diante desse cenário, se denota também, após 120 dias de trabalho diuturno, o cansaço dos corajosos profissionais da saúde e autoridades sanitárias pelo enfrentamento na linha de frente contra a pandemia.

Um esgotamento não apenas físico, mas também psicológico e emocional, percebido ao mesmo tempo por várias pessoas com discernimento sobre a realidade e a pouca estrutura de um município de pequeno porte como Bananal.

Com essa constatação, foi idealizada pela Amovale uma campanha de apoio e agradecimento aos profissionais da saúde, extensiva aos empreendedores e seus colaboradores que igualmente atuam nos serviços essenciais para o abastecimento e bem estar dos cidadãos locais.

Em meio a esse apoio - e em respeito à dedicação dos trabalhadores de todos esses segmentos -, inclui-se a necessidade de tentar aumentar o grau de conscientização daquelas pessoas que ainda não conseguiram entender a gravidade do momento.

De saber entender que a atitude de um, pode fazer a diferença na vida de todos. 

Veio então a parceria entre a Amovale e a Gazeta de Bananal para produzir e executar a campanha através de vídeos com mensagens de representantes de entidades, lideranças religiosas, artistas, professores, profissionais liberais e outros.

A forma de melhor ajudar é curtir e compartilhar os vídeos para que as mensagens possam alcançar a mente e os corações de todos.

Não se trata de uma campanha para angariar fundos, mas sim, empatia e envolvimento na defesa do bem maior que todos nós temos: a vida. 

Um por todos. Todos por Bananal

 #TodosPorBananal



Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.