Vereador Vilmar questiona informação sobre data de julgamento das contas de Mirian Bruno.

  A sessão de Câmara da última quinta-feira, 25 de outubro, transcorria normalmente até o vereador Vilmar da Silva (foto) tocar no assunto mais polêmico da cidade desde o fim das eleições: a votação das contas da prefeita eleita Mirian Bruno, da época em que ela governou a cidade, mais precisamente dos anos de 2006, 2007 e 2008.

  Já é de amplo conhecimento pela cidade que correligionários de Peleco, candidato tucano derrotado por Mirian Bruno pelo critério de idade, articulam para que as contas da ex-prefeita sejam novamente colocadas em pauta para serem rejeitadas pela Câmara. Assim, acreditam ter um mecanismo para impedir a diplomação da eleita em meados de dezembro para que Peleco assuma a prefeitura em seu lugar.

  Na avaliação dos defensores de Mirian Bruno, dentre os quais o PT, o processo está sendo conduzido a toque de caixa pela Câmara, beneficiando as aspiraçoes dos tucanos.

  Neste sentido, o vereador petista repercutiu em plenário o post de um blog de notícias que adiantava a data do julgamento das contas. Segundo a informação, as contas "deveriam" ser colocadas em votação no próximo dia 14 de novembro. Uma afirmação surpreendente, pelo menos para alguns vereadores, já que a Comissão de Orçamento e Finanças, que tem a incumbência de elaborar o relatório sobre as contas, sequer havia se reunido para iniciar os trabalhos de nova avaliação das contas.

  A polêmica tomou ainda mais corpo quando o vereador Robinho, Presidente da Comissão, adiantou que uma advogada recém contratada pela Presidência da Casa já havia lhe apresentado um relatório sobre as contas.

  A relatora da Comissão, Lúcia Nader, fez coro aos questionamentos de Vilmar, com colocações ainda mais graves. Alegou estar sendo ameaçada e pressionada para elaborar o relatório o quanto antes, mas afirmou que não cederá a este tipo de pressão e fará seu trabalho com isenção e responsabilidade.

  Robinho se apressou em esclarecer que o mencionado relatório era um exame prévio, apresentado pela Procuradora da Presidência e não continha nenhuma assinatura. Nem a dele e nem da vereadora Hercilia, membro da Comissão e mãe da candidata Laura do Crochê, vice de Peleco.

  As declarações podem ser conferidas no Blog da Câmara, em post com o video da Sessão de quinta-feira.

  O início dos trabalhos da Comissão está marcado para a tarde desta segunda-feira, dia 29 de outubro.    
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.