Bananal prepara mobilização para combater mosquitos da dengue e pernilongos.

  Entre os dias 18 e 22 de março a Prefeitura de Bananal, através da Secretaria Municipal de Saúde realizará o "Arrastão de Controle da Dengue e do Pernilongo Comum". A mobilização contará com o apoio e participação conjunta da SUCEN, da Secretaria de Obras, do Programa Saúde da Familia e da Equipe de Controle de Endemias.

   A iniciativa tentará acabar com os últimos anos de letargia que incluíram Bananal entre as cidades com números preocupantes em relação a casos de dengue. Também nos últimos meses do ano passado as reclamações da população com o aumento do número de pernilongos foram recorrentes, chegando a relatos que ganharam força nas redes sociais da internet. Tanto para um caso como para o outro, a reivindicação geral era pela passagem do caminhão "fumacê" pelas ruas da cidade.

  O mutirão que começará na próxima segunda-feira só logrará êxito se contar com um apoio importante: o da própria população reclamante.

  Só o esforço coletivo — da prefeitura e dos cidadãos — pode conter os mosquitos e pernilongos, impedindo que eles encontrem locais adequados para se reproduzir.

  O controle da dengue exige uma mudança de comportamento das pessoas. Ao invés de vítimas, é preciso que os munícipes se tornem combatentes do mosquito da dengue.


 O Aedes aegypti mora ao lado, e a maioria dos criadouros está dentro das casas, entre quatro paredes. É necessário verificar se não há tralha no quintal e nos terrenos próximos e ver como andam os potes de plantas e as calhas dos telhados. 


 Observar se há focos do mosquito é ver se as caixas d'água e os pratos dos vasinhos não viraram aquários para as larvas.

 Mesmo quando parece controlada, a dengue reaparece com força no verão.
 
  Altas temperaturas e chuvas abundantes fazem o paraíso do Aedes aegypti. São as condições ideais para o mosquito se reproduzir. A água que se acumula em pneus velhos, garrafas e todo tipo de objeto jogado ao léu serve de criadouro. É nela que as fêmeas fazem seu ninho. Quanto maior é o calor, mais rápido os ovos se transformam em larvas e, em seguida, em mosquitos. 

 O mosquito da dengue mede cerca de cinco milímetros e parece um pernilongo. Ele tem cor escura e é rajado com listras brancas.

  Durante o mutirão a população deve facilitar a entrada das equipes em suas casas, permitir que vasculhem tudo atrás dos criadouros e observar as instruções para evitar a proliferação dos mosquitos e pernilongos.
 


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.