Nos 3 primeiros dias do ano choveu em Bananal mais de 204 milímetros.

O Índice Pluviométrico de Bananal nos dias 1, 2 e 3 de janeiro somou 204,8 milímetros de chuva.

Cada milímetro corresponde à altura da lâmina de água gerada pela chuva que cai em cada metro quadrado (1m2).

Os dados foram obtidos pela Gazeta de Bananal junto ao CEMADEN - Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais. 

As precipitações começaram às 17h30 do dia 1º com 5,6 mm e dez minutos depois, às 17h40 atingiu 37,4 mm. O volume total daquele dia foi de 91,6 mm.

Na prática, isso significa que caiu, em média, cerca de 92 litros de água por metro quadrado da área do município.  

No dia 02 de janeiro o volume de chuvas em Bananal totalizou 75,8 mm. O horário de maior intensidade captado pelo pluviômetro da cidade foi às 15h20 quando choveu 9,8 mm.

No dia 3 as chuvas passaram de fortes para moderadas com um volume de 37,4 mm.

O mal tempo ocasionou enxurradas na Vila Bom Jardim, desbarrancamentos na Boa Esperança (Rua da Palha) e enchentes no rio Bananal com solapamento de suas margens (leia matéria clicando aqui). As ocorrências danificaram ruas, cabeceira de ponte e quintais de algumas casas. Também provocaram deslizamento de encosta num trecho da SP-247 que ameaça a base do asfalto no Km 12,5 (leia aqui).

Os estragos levaram a prefeita Mirian Bruno a decretar Estado de Emergência no município no dia 05 para efetuar contratação de pessoal em caráter temporário para a urgente remoção de terras e entulhos nos logradouros afetados.

A medida não impediu que moradores classificassem como morosa a atuação do poder público no pronto atendimento às suas necessidades. A Prefeitura alega que está procurando fazer tudo o que está ao seu alcance, sobretudo em relação à escassez de pessoal para fazer frente à demanda de ocorrências.

Novos danos no dia 15

No fechamento desta matéria novas ocorrências foram registradas na sexta-feira, 15 de janeiro.

Informações preliminares dão conta de um desbarrancamento no centro da cidade, em imóveis localizados no final da rua Manoel de Aguiar, próximas ao trevo com a rua São José e a ponte da "Rua do Fogo". A rua Washington Luiz ficou completamente enlameada após a ponte. O rio Bananal teve novas cheias e quase invadiu os logradouros adjacentes (foto). A enchente também levou apreensão às áreas ribeirinhas dos bairros Niterói e Laranjeiras.

Segundo o CEMADEN caíram 42 mm de chuva ontem em Bananal. Somente entre as 17h50 e as 23h50 o volume foi de 36,4 milímetros.
Águas do rio Bananal subindo a nível próximo da ponte da "rua do fogo".

Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.