Sem palco e banda, Carnaval de Bananal terá Zona Azul e mudanças estruturais.


Na reunião do COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) realizada na terça-feira (05/02) no Centro Cultural, o Secretário de Turismo de Bananal, José Luiz de Moraes, expôs aos presentes as diretrizes e inovações estabelecidas para o Carnaval de 2019.

Dizendo ainda aceitar sugestões, o Secretário resumiu o objetivo da prefeitura. Gastar e arrecadar o suficiente para proporcionar uma festa bem organizada e estruturada para um Carnaval em  família.

A linha de ação é aperfeiçoar a infraestrutura com algumas novidades, inspiradas no carnaval de São Luiz do Paraitinga. Haverá maior rigor na fiscalização, melhorias na higienização, cobrança de estacionamento e mudanças de horário.




Conteiners banheiro

A primeira novidade será a substituição dos sanitários químicos convencionais por dois conteiners banheiro, um masculino e um feminino, visando maior privacidade para os foliões em ambiente bem iluminado e confortável. Além da viabilidade dos custos, outra vantagem dos conteiners é a possibilidade de serem ligados à rede de esgoto do município, eliminando o armazenamento dos dejetos e o mau cheiro dos sanitários químicos.

Zona Azul

Outra inovação será a implementação de Zona Azul para estacionamento em áreas demarcadas no período carnavalesco através de serviço terceirizado, contratado por licitação.

Segundo estudos da prefeitura, a empresa vencedora poderá explorar cerca de 960 vagas de estacionamento no centro histórico e em alguns bairros, a serem delimitadas entre as duas entradas da cidade.

Excetuando as vias sem saída, a Zona Azul englobará as ruas entre o pórtico da avenida João Godoy de Macedo (acesso para o estado do Rio) e a rua Presidente Washington Luiz (acesso para Arapeí), incluindo áreas dos bairros Niterói e Laranjeiras. Estarão fora da Zona Azul os bairros Cerâmica, Recanto Verde e Vila Bom Jardim, dentre outros. A rua Olegário Ramos (do Sindicato Rural), será utilizada como ponto de carga e descarga e também como Zona Azul exclusiva para motocicletas.





Conforme especificado na Lei que autorizou a cobrança de estacionamento nos eventos com público superior a 3 mil pessoas, os motoristas vão adquirir selos de estacionamento para afixar no parabrisa dianteiro dos veículos. Os selos terão cores diferentes para cada dia de carnaval. Serão vendidos nas duas entradas da cidade e pelos agentes de trânsito que irão fiscalizar os pontos de estacionamento. Na fiscalização também haverá agentes circulando em motos pelas áreas de Zona Azul.

O preço dos selos para veículos de passeio será de R$ 30,00 por dia. Os valores para os demais tipos de veículos irão variar entre R$ 15,00 (motos e similares) e R$ 500,00 (veículos de maior porte), conforme decreto municipal a ser editado brevemente.

Para facilitar ao máximo possível o tráfego pelo centro da cidade em horário comercial, o trecho principal da rua Manoel de Aguiar ficará aberto para circulação e estacionamento até as 15 horas nos dias de folia. Depois, ela será fechada para se transformar em um salão a céu aberto para os foliões por toda a tarde e noite.

A Prefeitura irá distribuir panfletos para orientação dos foliões, com recomendações comportamentais e indicações dos pontos de estacionamento

Restrição a Coolers e aparelhos de som

Tendo como prioridade a segurança dos foliões, a prefeitura editará medida restringindo a utilização de coolers e isopores de grande porte. As especificações constarão em decreto municipal. O mesmo vale para equipamentos de som. Eles estarão proibidos, inclusive nas barracas das praças de alimentação.   

Novo horário: de 3 da tarde às 3 da manhã

Como medida de contenção de despesas, neste ano não haverá palco e shows com bandas. Os bailes populares, com som de linha, terão um novo horário de início e término.

O som começará às 15 horas, de sábado a terça, encerrando às 3 horas da manhã, e não mais às 4 horas como era costume. O intuito é alegrar as tardes na área central com a folia e encerrar o baile noturno em horário mais adequado para a segurança dos foliões. O início da sonorização no dia de abertura do carnaval na sexta-feira será às 18 horas.

Decoração

Mantendo o critério de contenção de gastos, a decoração do carnaval será executada pela própria Secretaria de Cultura e Turismo, sob a orientação de seu titular. José Luiz de Moraes explicou que serão reaproveitados materiais dos anos anteriores, destacando as sombrinhas coloridas que acabaram virando uma marca registrada do carnaval de Bananal. 

Licitações

Além da licitação para a Zona Azul, a prefeitura lançará editais para concorrência também na sonorização, na segurança e na praça de alimentação. Nessa última, lançada em lotes, pessoas físicas e jurídicas poderão participar. Os editais devem ser divulgados a partir deste dia 6 de fevereiro no site da prefeitura e em links de suas redes sociais. A Gazeta de Bananal também divulgará através de matérias específicas para cada item do carnaval 2019.

Texto atualizado às 9:42 hs

Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.