Cerimônia em São Paulo marca a abertura do Ano Judiciário 2019




Sessão no Palácio da Justiça, no centro da capital paulista, contou com a presença de representantes dos três Poderes

Nesta quarta-feira (06/02), realizou-se a sessão de abertura do Ano Judiciário 2019, realizada no Palácio da Justiça, no centro da capital paulista. A cerimônia contou com a presença de representantes dos três Poderes, além de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
“São 145 anos de história no maior Tribunal de Justiça do País. Os desembargadores representam bem o senso de justiça. Eu me sinto em casa, neste belíssimo Palácio, que é um marco cultural histórico de São Paulo”, destacou o Governador João Doria, em discurso.
Vale destacar que o Poder Judiciário de São Paulo conta com mais de 20 milhões de ações sob sua responsabilidade, o que representa cerca de 25% do total de processos da Justiça brasileira.
Estrutura
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) tem, nos mais de 2,5 mil magistrados, 43 mil servidores e 15 mil terceirizados, a força de trabalho necessária para as 1.745 varas e juizados, bem como os setores administrativos.

“O Judiciário de São Paulo é reconhecido pela qualidade de seus magistrados e, não raras vezes, pelas suas decisões citadas nacionalmente. Focamos no ano passado, e continuaremos a fazê-lo em 2019, na redução de despesas e no aumento da produtividade”, ressaltou o presidente do TJSP, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças.
No ano passado, apenas na primeira instância, foram mais de 4 milhões de sentenças e 5 milhões de novos processos distribuídos; 990 mil ações julgadas e outras 830 mil distribuídas em segundo grau.
“De forma consciente e responsável, os integrantes do Judiciário querem oferecer à população serviços de excelência e com a máxima economicidade de recursos”, completou o desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.