Incêndio no centro de treinamento do Flamengo deixa dez mortos. Garoto de Volta Redonda está entre as vítimas.



Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos e três feridos na madrugada de hoje (8/2). 
Entre as vítimas está o zagueiro Arthur Vinicius, de 15 anos, natural de Volta Redonda. Ele faria aniversário amanhã, 09 de fevereiro, e já havia combinado uma carona para festejar a data com seus familiares no bairro Volta Grande I em sua terra natal. Arthur era sobrinho do meia Andinho, que jogou pelo Voltaço. O jogador acompanhou a mãe do menino em viagem para o Rio na manhã de hoje.  
Equipes dos bombeiros ainda trabalham no local, conhecido como Ninho do Urubu, que fica no bairro da Vargem Grande.
As chamas atingiram principalmente os alojamentos onde dormiam os jogadores de base do time.
A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro divulgou os nomes dos três atletas feridos no incêndio.
Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, está em estado gravíssimo e será transferido do Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para o Pedro II, em Santa Cruz, também na zona oeste. Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, e Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos, estão internados no hospital da Barra da Tijuca. Segundo a secretaria, os dois inspiram cuidados.
"Traz uma tristeza no coração de todos", disse o preparador físico Alexandre Sanz.
O governo do Rio de Janeiro vai decretar luto de três dias em homenagem às vítimas do incêndio.
“Quero manifestar meu mais profundo pesar por essa tragédia e prestar solidariedade às famílias das vítimas. Que Deus os receba e abençoe”,  disse o governador Wilson Witzel.
Witzel determinou uma investigação minuciosa das causas do incêndio e, depois de entrar em contato com a direção do clube, solicitou que o vice-governador, Cláudio Castro, vá ao Centro de Treinamento do Flamengo para acompanhar os trabalhos das equipes do governo. 
O secretário estadual de Esportes, Felipe Bornier, foi um dos primeiros representantes do governo a chegar ao local.
Hoje é um momento muito triste, não apenas para o Flamengo, mas para toda a sociedade carioca”, disse o secretário.
O clássico de amanhã, entre Flamengo e Fluminense, foi cancelado. Uma reunião está marcada para esta manhã entre dirigentes dos dois clubes e representantes da televisão detentora dos direitos de transmissão para marcar uma nova data.
O presidente do clube, Rodolfo Landin, chegou por volta das 9h30 ao Ninho do Urubu.
A bandeira do clube está a meio mastro.

Rivais prestam solidariedade
O clube de futebol Fluminense divulgou hoje (8) nota de solidariedade ao seu rival, o Flamengo, após ser noticiado o incêndio ocorrido nesta madrugada no centro de treinamento do time rubro-negro.
"Hoje não há clima para treino. As atividades do dia foram canceladas. Jogadores e membros da comissão técnica se solidarizam com as vitimas e familiares da tragédia que aconteceu no Ninho do Urubu", escreveu o time tricolor, em seu perfil no Twitter, decretando luto oficial de três dias. 
A tragédia sensibilizou, de igual modo, a equipe do Vasco da Gama, também sediada no Rio de Janeiro. "O CRVG [Club de Regatas Vasco da Gama ] lamenta profundamente o trágico incêndio no CT [Centro de Treinamento] do Flamengo. A Direção Administrativa manifesta pesar e solidariedade aos familiares das vítimas, bem como à Direção e a todos os atletas do CRF [Clube de Regatas do Flamengo]. Colocamo-nos à disposição para auxiliar no que for necessário. #ForçaFlamengo", disse, em postagem também publicada no Twitter.
Na mesma rede social, o Botafogo lamentou o acontecimento, dizendo que "hoje não tem rivalidade, não tem disputa, não tem vitória". "Estamos todos derrotados e a dor é muito grande. Força ao @Flamengo, às vítimas e a todas as famílias das pessoas envolvidas na tragédia do Ninho do Urubu. #ForçaFlamengo", acrescentou.
Em respeito às vítimas, a partida que seria disputada amanhã (9), às 19h, entre Flamengo e Fluminense, no Maracanã, foi cancelada. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) deve definir, com os dirigentes dos dois clubes, uma nova data para o jogo.
Da Redação, com informações de  Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil,Rio de Janeiro e Foco Regional
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.