Lúcia Cordeiro retorna a Bananal para Workshop de Dança Circular dos Povos


A coreógrafa e terapeuta corporal Lúcia Cordeiro está de volta a Bananal para um Workshop de Dança Circular dos Povos neste sábado (16) e domingo (17) no colégio Visconde de São Laurindo. A entrada é gratuita e as atividades irão das 8 horas da manhã ao meio dia. O evento é mais uma iniciativa cultural da Amovale.

Lúcia Cordeiro, que é membro do Conselho Internacional de Dança da Unesco, esteve em Bananal em outubro do ano passado para ministrar aulas no São Laurindo e no Centro Cultural em dois períodos. De manhã foram as Danças Circulares (veja vídeo abaixo) e à tarde Dança Afro e Latina. 


A prática obteve grande sucesso junto às dezenas de dançantes que compareceram nas aulas e também se encantaram com a simpatia e astral da terapeuta.

Neste final de semana, o Workshop será focado nas Danças Circulares dos Povos, um movimento desenvolvido no Brasil desde 1984 que vem se espalhando por vários espaços de convivência: empresas, escolas, hospitais, órgãos públicos, instituições, etc.

Segundo um dos sites especializados no tema, a Dança Circular dos Povos "é o resgate de uma prática ancestral muito antiga. Permite experimentar músicas, gestos, ritmos e passos de vários povos, apoiando e sendo apoiado pela roda. Assim, o dançante é envolvido e levado a conhecer a expressão de outra cultura através do ritmo, melodia e movimentos."

O principal enfoque da Dança Circular "é o sentimento de união de grupo, o espírito comunitário que se instala quando todos, de mãos dadas, apoiam e auxiliam os companheiros. É indicada para pessoas de qualquer idade, gênero, raça ou profissão.", destaca o site dancacircular.com.br.

Lúcia Cordeiro iniciou suas pesquisas sobre essas danças em 1996 e, quatro anos depois, começou a coreografar ritmos brasileiros sob essa concepção, viajando pelo mundo participando de workshops e festivais de dança.


Conheça abaixo um pouco mais sobre a coreógrafa e terapeuta Lúcia Cordeiro, segundo a página do Movimento Jeroky em rede social:

Lúcia Cordeiro é gaúcha e iniciou seus estudos de Ballet Clássico aos 6 anos, em Porto Alegre (RS). Aos 17 anos foi morar nos USA e fez Dança Moderna em New York. Aos 20 anos estudou Dança Contemporânea na Universidade Federal da Bahia, onde também se graduou em Comunicação- Jornalismo- pela UFBA.

Pesquisadora sobre Danças Rituais dos cultos Afro-Brasileiros, desde 1985 realizou workshops na Alemanha, Suíça, Áustria, Califórnia e New York, divulgando a Cultura Brasileira. Em 1992 foi apresentada às Danças Étnicas pelo coreógrafo Ivaldo Bertazzo.

Em 1996 iniciou pesquisas sobre as Danças Circulares dos Povos e a partir de 1998 integrou o grupo Roda de Luz, no Rio de Janeiro. A partir de 2000, começou a coreografar ritmos brasileiros para Danças Circulares.

Trabalhou a preparação corporal do elenco das minisséries A Pedra do Reino (2006), Capitú (2008) e Afinal, o que Querem as Mulheres (2010) para a TV Globo, sob a direção de Luiz Fernando Carvalho.

De 2003 a 2006 fez parte do corpo docente da Escola de Dança Angel Vianna/RJ. Em 2006 representou o Brasil em Porto Rico no Fórum Mundial Aliança para uma Nova Humanidade, criada e dirigida pelo médico e filósofo Dr. Deepak Chopra. Em 2012 e 2013 representou o Brasil no Festival de Folclore, que acontece anualmente em Stockton, USA.

Atualmente faz parte da equipe de docentes do TREINAFOCA - Treinamento para Focalizadores de Danças Circulares dos Povos, coordenado pelo grupo Nós na Roda, no Rio de Janeiro. Nos últimos anos, participa com suas coreografias, em festivais de dança na Espanha, Inglaterra e México, além de realizar workshops em várias cidades brasileiras e no Exterior. Suas danças brasileiras tem encantado o mundo, por meio de outros focalizadores.
Fonte: Movimento Jeroky / Reprodução Facebook
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.