Áudio sobre "guerra de facções" na Cotiara causa apreensão em Bananal


Nesta terça, 02 de julho, um áudio compartilhado pelo WhatsApp causou apreensão entre os moradores de Bananal.

Nele, uma pessoa se dirige a professores oriundos de Resende e Barra Mansa alertando para que, à noite, não utilizem o trajeto mais curto para Bananal, pelas rodovias RJ-157 (Engº Alexandre Drable) e SP-64 (Álvaro Brasil Filho), devido a um confronto entre facções criminosas pelo comando do tráfico de drogas no bairro Cotiara, em Barra Mansa. "(...) veio uma notícia para mim... que o policial pediu para que vocês não passem... que ninguém passe à noite na Cotiara porque tem duas facções, da Siderlândia e de Angra, querendo tomar o ponto de drogas da Cotiara. Então a qualquer momento vai sair tiroteio", diz a pessoa. No final do áudio ela recomenda: "De dia ainda dá pra passar. À noite não. Tem que passar pelo Rancho Grande. Prestem atenção e fiquem atentos. Evitem passar pela Cotiara."

Destinado aos professores, o áudio "viralizou" pelas redes sociais em Bananal e não demorou para as pessoas tentarem confirmar se as informações procediam.

Realmente, a disputa em questão existiu, embora a recomendação e o receio de um tiroteio a qualquer momento não seja endossado oficialmente pela policia de Barra Mansa.

Na madrugada de sexta-feira, 28 de junho, a Policia Militar foi acionada pela denúncia de que uma facção criminosa iria atacar outra facção rival, do bairro Siderlândia. Os agentes foram até o morro do Macuco, no bairro Cotiara e foram recebidos a tiros por 8 criminosos armados. O tiroteio terminou com um suspeito morto e dois feridos. Os outros conseguiram fugir, um deles portando um fuzil.

Um dia antes, havia ocorrido um confronto violento entre policiais e criminosos em Volta Redonda, no bairro Água Limpa. Após uma intensa troca de tiros, morreu um homem de 39 anos apontado pela policia como sendo o chefe do tráfico naquele bairro há 15 anos. Dois comparsas dele foram presos na ocorrência.

Após os dois episódios, a comandante do 28º Batalhão da Policia Militar, Tenente Coronel Luciana Rodrigues, declarou que os policiais estão preparados para confrontos diretos com os bandidos.

Em entrevista exclusiva ao jornal Diário do Vale, ela confirmou uma preocupação maior em prender as lideranças do tráfico na área de ação de seu batalhão, que engloba Barra Mansa, Volta Redonda, Pinheiral e Rio Claro, destacando o trabalho do serviço de inteligência.

Após orientar os cidadãos em casos de tiroteios, ela aproveitou para tranquilizar a população. “Nossos policiais são os melhores da região, não tenho dúvidas. Nosso comando não compactua com ações erradas e nem com práticas ilegais. Somos os defensores da lei e da ordem nos quatro municípios e a população desses municípios pode sair às ruas e dormir tranquila, que não vamos parar. Se no nosso dia-a-dia de trabalho ou em algumas das nossas ações precisarmos utilizar nossas armas, o tiro será certeiro para defendê-los”, declarou ela ao Diário do Vale.

A resposta, portanto, às indagações motivadas pelo áudio espalhado em Bananal é que o fato relatado tem procedência, mas o episódio até aqui foi um fato isolado, sem desdobramentos. Embora seja mencionado "um policial" como fonte da orientação, não há, por parte do 28º batalhão da PM fluminense, recomendação formal para que se evite passar pelo bairro Cotiara à noite. 

Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.