Revelando SP movimentou R$ 94,9 milhões. Bananal esteve representado no evento


Cada R$ 1 investido em evento devolveu R$ 26,8 à economia do Estado, segundo estudo realizado pela FGV

Da Redação, com informações e fotos da Prefeitura de Bananal e do Governo de SP

O Revelando SP, maior festival de cultura tradicional de São Paulo, realizado entre 13 e 17 de novembro na capital paulista, gerou impacto econômico de R$ 94,9 milhões. O evento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado gerou ainda 1.324 postos de trabalho e retorno de R$ 26,8 para cada R$ 1 investido pelo Governo.

O Revelando reuniu mais de 350 atrações de música, dança, artesanato, gastronomia e expressões culturais populares de 120 cidades paulistas.

Bananal esteve representado pelo empresário e artesão Gilson Marques, expondo o renomado artesanato em barbante, destacando as refinadas peças em crochê comercializadas em sua loja na Praça Rubião Júnior, centro da cidade.



Ao todo, 2.628 expositores participaram e arrecadaram, no total, R$ 1,5 milhão em vendas de produtos, pratos e artesanatos típicos.

Em cinco dias, 380 mil pessoas passaram pelo Parque da Água Branca, onde o Revelando SP foi realizado. Daquele total, 10,8% declararam ser turistas e 54,6% afirmaram que compareceram ao evento pela primeira vez.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa investiu R$ 3,5 milhões na realização do evento, produzido pela Organização Social Amigos da Arte. “É um resultado muito significativo. A pesquisa mostra que o investimento em cultura traz impactos positivos não apenas para o setor criativo, mas também para o turismo e a economia, gerando renda, empregos e arrecadação de impostos”, destaca o Secretário Sérgio Sá Leitão.

Balanço e impacto econômico do Revelando SP 2019:

– Custo de realização: R$ 3,5 milhões
– Público: 380 mil pessoas
– Cidades participantes: 120
– Artistas e expositores: 2.628
– Impacto econômico total: R$ 94,9 milhões
– Retorno sobre investimento: R$ 26,8 para cada R$ 1
– Postos de trabalho gerados: 1.324
– Impostos arrecadados: R$ 12,3 milhões
– Receitas com vendas: R$ 1,504 milhões
– Gasto médio por pessoa: R$ 108,99
– Gasto médio por pessoa (turistas): R$ 170,94
– Percentual de turistas: 10,8%
– Percentual de quem visitou evento pela primeira vez: 54,6%
– Retorno de mídia: R$ 12.795.753,90

Maior edição

A 22ª edição do Revelando SP foi a maior já realizada, tanto no que diz respeito ao número de artistas e criadores participantes quanto ao de cidades envolvidas. Também foram acrescentadas uma série de atrações novas e a criação de um ambiente imersivo, que proporcionou ao público diversas experiências com a cultura popular e tradicional do Estado. Uma instalação cenográfica levou o público a uma viagem pelo Estado de São Paulo a bordo de um trem com janelas que projetam vídeos de paisagens e marcos de cada região.




Local e acessibilidade

Garantindo um Revelando SP para todos, o evento ofereceu acessibilidade a pessoas com deficiência física, visual e auditiva. Em parceria com a Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência, foram instalados 7.200 metros quadrados de piso especial em toda a arena, tornando o palco e as tendas acessíveis por todos os lados; dois intérpretes de Libras fizeram a tradução no palco de apresentações; a recepção distribuiu panfletos em braile; e todas as imagens de divulgação digital incluíram a hashtag #PraCegoVer, com descrição da imagem publicada.

Sustentabilidade e segurança alimentar

O Revelando SP 2019 dedicou especial atenção ao tema sustentabilidade. A empresa Cicla Brasil, especializada em difusão de formas eficientes e inovadoras de aumentar a coleta seletiva e diminuir a geração de resíduos, realizou recolhimento de óleo, separação de resíduos orgânicos e ações de reciclagem. Também nesta edição, o controle de qualidade e a higienização dos alimentos prontos e preparados na hora foram garantidos por nutricionistas de plantão.



Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.