Plano de segurança no Carnaval contará com 15 mil policiais por dia no estado de SP


 Foram mapeados 2.815 eventos carnavalescos que vão ocorrer em todas as regiões do Estado.
Operação Carnaval Mais Seguro está sendo implementado neste fim de semana, e também abrange períodos de 21 a 26 de fevereiro e de 29 de fevereiro a 1º de março.


O Governador João Doria apresentou na sexta-feira (14) as diretrizes da Operação Carnaval Mais Seguro, implementada já neste final de semana e se repete de 21 a 26 de fevereiro e de 29 de fevereiro a 1º de março. A operação envolverá, em média, 15 mil policiais por dia. A Secretaria de Segurança Pública mapeou um total de 2.815 eventos carnavalescos que vão ocorrer em todas as regiões do Estado.
“Fizemos um planejamento especial para tornar o carnaval de São Paulo o melhor do país. Além de monitoramento nas estradas e de reforço nos transportes de grande capacidade, montamos uma mega operação policial preventiva. Drones, helicópteros e equipamentos de reconhecimento facial, além de sete delegacias da mulher, funcionando 24 horas por dia, contribuirão para melhorar a segurança dos que vão às ruas para curtir o carnaval”, disse Doria.
“O Carnaval no Estado de São Paulo se transformou em um megaevento e, o sendo, exige de todos uma megaoperação, transcende a Segurança Pública. É uma ligação matricial de secretarias, de municípios, de guardas municipais para que esse megaevento seja conduzido e a população possa ter sua diversão tendo a proteção que precisa e que merece”, afirmou o Secretário de Segurança Pública, João Camilo Pires de Campos.
As ações preventivas e ostensivas serão intensificadas para combater crimes, inclusive os de cunho sexual. Haverá postos de apoio nos principais corredores de desfiles de blocos e no Sambódromo, além de tendas com ao menos uma PM feminina para acolhimento a mulheres vítimas de assédio ou em situação vulnerável.
O patrulhamento por viaturas e aeronaves também será reforçado. Em média, 12 helicópteros da PM serão usados diariamente, e locais de eventos terão monitoramento em tempo real por meio do Dronepol – em média, 50 drones por dia. A Operação Direção Segura terá 135 pontos de fiscalização diários em vias urbanas e rodovias para coibir infrações de trânsito e flagrar motoristas alcoolizados. Os plantões em delegacias e distritos policiais serão aprimorados e reforçados, inclusive com uso do novo Sistema de Reconhecimento Facial para buscar procurados pela Justiça e pessoas desaparecidas.
No litoral sul, além do efetivo local, há o reforço de 750 policiais militares da Operação Verão Mais Seguro. No litoral norte, o reforço é de 150 PMs. O Policiamento Rodoviário terá 12 veículos a mais para o litoral norte, 20 para o sistema Anchieta/Imigrantes e 17 para o litoral sul.

Transporte
A Operação Carnaval Mais Seguro também dará destaque ao transporte rodoviário e por trilhos, além das travessias litorâneas. As rodovias terão reforço operacional e de fiscalização em tempo real com uso de câmeras e drones. A travessia Santos-Guarujá terá sete balsas e uma lancha para até 190 passageiros, e a Guarujá-Bertioga ficará com duas balsas e uma lancha para 370 pessoas.
“Estamos mantendo a ação já estruturada na Operação Verão. As ações se concentram nos principais pontos do Estado juntamente com a ação do policiamento rodoviário e fazendo reforço principalmente nas balsas”, disse o Secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.
Nas linhas de metrô e trens da Grande São Paulo, haverá reforço de funcionários nas estações com maior fluxo de passageiros e aumento no número de viagens de acordo com a demanda.
Saúde
Durante o carnaval, a Secretaria de Estado da Saúde vai atuar em diversas frentes. Para prevenir doenças sexualmente transmissíveis, haverá ações de testagem gratuita para HIV e sífilis, além da distribuição de preservativos masculinos e femininos e sachês de gel lubrificante.
O Centro de Vigilância Sanitária também vai promover blitze especiais da Lei Antiálcool para menores e da Lei Antifumo em estabelecimentos comerciais nos arredores dos locais de concentração de foliões. “Para isso temos 40 agentes na capital, mais 160 no interior, mais o efetivo da prefeitura no sentido de coibir, dentro daquilo que a gente consegue, o consumo de álcool e fumo principalmente entre pessoas menores de idade”, lembrou o Secretário da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.
Em caso de desastres ou acidentes graves, equipes do Grupo de Resgate contarão com estrutura reforçada para atuar com o Águia e Corpo de Bombeiros.


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.