São Paulo mantém 16 casos confirmados para coronavírus


RM Vale totaliza 8 casos suspeitos, sendo 6 em S. J. dos Campos, 
1 em Taubaté e 1 em Caraguatatuba

Da Redação, com informações do Governo de SP e Agência Brasil

A Secretaria de Estado da Saúde manteve na segunda-feira (9), 16 casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19). Destes, 15 residem na capital e 1 em Santana do Parnaíba. Os três casos registrados e divulgados no dia 8 têm histórico de viagem à Itália, Japão e um se infectou a partir de contato com pessoa com COVID-19.  Estão estáveis e em isolamento domiciliar.
Entre o total de casos, um é assintomático, mas foi confirmado pelo Ministério da Saúde por apresentar elementos como resultado positivo do exame, infecção provável na Itália e possibilidade de estar em período de incubação do vírus, ainda sem manifestação de sintomas.
O Estado também registra 322 casos suspeitos e 271 descartados.

Vale do Paraíba paulista

Na RM Vale, lado paulista do Vale do Paraíba, seis casos suspeitos são monitorados pela Vigilância Epidemiológica de São José dos Campos. A região totaliza oito casos, com uma suspeita em Taubaté e outra em Caraguatatuba.

Rio de Janeiro

O estado do Rio de Janeiro teve mais cinco casos confirmados de coronavírus, totalizando oito, até o momento. 

Dos novos casos confirmados no estado, quatro são de residentes da capital e um de Niterói. Todos estão em isolamento domiciliar e apresentam estado de saúde estável. Antes, já haviam sido divulgados um caso em Barra Mansa e dois na capital.

Os novos pacientes são três homens, com idades de 27 anos, 42 anos e 70 anos, e duas mulheres, com 56 anos e 61 anos.

“Reforço que, até o momento, continuamos sem transmissão ativa do vírus no Rio de Janeiro. Os casos confirmados até agora são importados do exterior. Permanecemos no Nível Zero do nosso plano de contingência. Alerto a população para os cuidados para prevenir o contágio, como higienizar as mãos com frequência e evitar levá-las ao rosto”, explicou o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, conforme a nota distribuída pela secretaria.

Locais em monitoramento
Em todo o país, o Ministério da Saúde contabilizou na segunda-feira (9/03) mais 25 casos confirmados, mas sem contar os dos Rio, que foram divulgados após a totalização feita diariamente ao meio-dia por Brasília.
Conforme atualização do Ministério da Saúde, todas as pessoas que chegarem ao Brasil de países da América do Norte, Europa e Ásia, e tiverem sintomas como febre, tosse, coriza ou falta de ar poderão ser considerados casos suspeitos.
A alteração substitui uma lista de países anteriormente atualizada pelo Governo Federal, considerando o cenário da doença pelo mundo e também as rotas de viagens internacionais, visto que as principais rotas com o país vêm da Europa e América do Norte.
O país também continuará atento aos viajantes vindos da Austrália, América Central e do Sul, com transmissão local indicada pela OMS.
Dicas de prevenção:
– Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal;
– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
– Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
– Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
– Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

Combate às fake news

O Governo do Estado criou um site específico para orientar a população sobre o tema e enfrentar a disseminação de fake news: www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus. Nele, é possível encontrar explicações gerais e materiais para download, incluindo um Guia de Prevenção e uma relação de dúvidas frequentes, além de cartazes, vídeos e áudios de entrevistas com especialistas.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.