Bananal passa a ter 18 casos suspeitos descartados e fica com 11. Isolamento Domiciliar cai pela metade.


Na mesma proporção em que subiu de forma abrupta entre domingo (12) e terça-feira (14), o número de casos suspeitos e de isolamentos domiciliares em Bananal cai vertiginosamente em curto período.

Segundo o boletim epidemiológico nº 25/2020 divulgado nesta noite de quarta-feira, 15 de abril, Bananal descartou 18 suspeitas de infecção pelo novo coronavírus e passou a ter 11 casos suspeitos. O mesmo ocorreu com os monitorados em isolamento domiciliar, que ontem eram 28 e passaram a ser 14.

Conforme explicado ontem pelo prefeito Carlindo Nogueira Rodrigues e pelo secretário de saúde Pedro Luiz Santos Fonseca, o salto no número de casos, de domingo para segunda-feira, ocorreu pela inclusão de todos os profissionais de saúde que atuam em Bananal e tiveram contato direto com uma médica plantonista de Volta Redonda. Inicialmente, ela havia testado positivo para Covid-19, mas no segundo exame feito para confirmação o resultado foi negativo. Um novo teste foi feito por ela para definir a situação inconclusiva. Como em todo esse período, tanto ela quanto os profissionais de Bananal não apresentaram sintomas da doença, a expectativa por resultados que descartassem a infecção era grande.

A inclusão de todos no boletim epidemiológico foi uma forma de precaução, ainda que resultasse em alguns sobressaltos na cidade.

Mas a expectativa de novos casos descartados não tira a necessidade da população manter os cuidados para evitar o contágio, mantendo o isolamento social, as medidas higiênicas para limpeza das mãos e  a proteção das vias aéreas respiratórias, agora reforçadas pelo uso de máscaras.

Sul Fluminense

A menos de 50 km de Bananal, Volta Redonda continua sendo o município do estado do Rio com a maior taxa de mortalidade pela Covid-19 por 100 mil habitantes. Lá ocorreram 7 mortes de moradores da cidade. Hoje o prefeito Samuca Silva anunciou mais sete casos confirmados, totalizando 134 pessoas infectadas. Ele também declarou que 14 pessoas estão sendo consideradas curadas da doença.

Em Pinheiral, que soma 7 casos confirmados, foi anunciada hoje a infecção de uma vereadora da cidade, professora aposentada de 73 anos. Barra Mansa, Paraty e Três Rios também anunciaram novos casos da doença.

Brasil

O Brasil bateu recorde de casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) em um dia. De acordo com a atualização dos números divulgada pelo Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (15), foram registrados 3.058 casos de infecção pelo novo coronavírus, totalizando 28.320. O número de mortes em 24 horas foi de 204, totalizando 1.736 óbitos em todo o país.
O aumento no número de casos foi de 12% em relação ao dia de ontem (14), quando foram contabilizados  25.262, e de 27% em relação a segunda-feira (13), quando o balanço do Ministério da Saúde indicava 22.169 pessoas infectadas.
Já o número de óbitos subiu 13% em relação a ontem, quando o país contabilizava 1.532 mortes. Na comparação com segunda-feira, quando eram 1.223 óbitos, representou uma elevação de 42%.



Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.