Surge o 8º caso confirmado de coronavírus em Bananal


Com 5 recuperados nos últimos 92 dias, município fica com 3 confirmados em isolamento domiciliar. 

Por Ricardo Nogueira, com informações da Agência Brasil e Governo de SP

Bananal registra nesta segunda-feira (22) o 8º caso confirmado de Covid-19 em pouco mais de 3 meses de monitoramento da doença na área do município. Com 5 recuperados, a pessoa confirmada hoje é, atualmente, a 3ª em isolamento domiciliar para o tratamento da infecção. Até o momento, excetuando-se uma mulher que chegou a ficar internada em Barra Mansa, todos os demais foram monitorados e tratados em suas respectivas casas, sem apresentar evolução dos sintomas mais graves da Covid-19.

Em casos suspeitos, o boletim continua indicando os mesmos 3 monitorados em isolamento domiciliar do dia anterior.

Nos outros dois municípios da Comarca, os indicadores permanecem estáveis. Arapeí, que há duas semanas registrou o único óbito até agora dentre os municípios de menor porte do extremo leste paulista, está com o quadro atual zerado, afastamento cogitações de eventual alastramento da doença.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional do estado divulgou que, pela primeira vez, o interior de São Paulo registrou mais casos do que a capital, com um indicador 14,5% maior durante a semana passada. Na prática, isso significa que o interior paulista passa a ser o epicentro da epidemia no estado.

Nesta segunda-feira (22) a RM Vale totalizou 81 mortes em São José dos Campos, 28 em Jacareí, 15 em Taubaté e 9 em Pindamonhangaba desde o início da pandemia.

O estado de São Paulo registrou 12.634 óbitos e 221.973 casos confirmados do novo coronavírus. Entre as pessoas diagnosticadas com a COVID-19, 38.557 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar.

Dos 645 municípios, somente 41 não possuem infectados, incluindo os dois únicos da região valeparaibana: São José do Barreiro e Lagoinha. Já são 334 os municípios com um ou mais óbitos.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 68,8% na Grande São Paulo e 65,6% no Estado. O número de pacientes internados é de 13.929, sendo 8.249 em enfermaria e 5.680 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 10h30 da manhã de hoje.

Entre as vítimas fatais estão 7.304 homens e 5.330 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,7% das mortes. Entre as pessoas que já tiveram confirmação para o novo coronavírus estão 104.520 homens e 117.258 mulheres. Não consta informação de sexo para 195 casos.

Brasil


O Brasil teve 654 novas mortes por covid-19 registradas nas últimas 24 horas, de acordo com atualização do Ministério da Saúde divulgada hoje (22). Com esse acréscimo às estatísticas, o país chegou a 51.217 óbitos em função da pandemia do novo coronavírus.
A atualização diária traz um aumento de 1,1% no número de óbitos em relação a ontem (21), quando o total estava em 50.617.
O balanço também teve 21.432 novos casos registrados, totalizando 1.106.470. O acréscimo de pessoas infectadas marcou uma variação de 1,9% sobre o número de ontem, quando os dados do ministério registravam 1,085 milhão de pessoas infectadas.
Do total, 483.550 pacientes estão em observação, 571.649 foram recuperados e 3.912 mortes estão em investigação.
A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 4,6%. A mortalidade (falecimentos por 100.000 habitantes) foi de 24,4. Já incidência (casos confirmados por 100.000 habitantes) ficou em 526,5.
Os estados com maior número de óbitos são São Paulo (12.634), Rio de Janeiro (8.933), Ceará (5.604), Pará (4.605) e Pernambuco (4.252). Também apresentam altos índices de vítimas da pandemia os estados do Amazonas (2.671), Maranhão (1.760), Bahia (1.441), Espírito Santo (1.362), Alagoas (903) e Paraíba (784).
Os estados com mais casos confirmados da doença são São Paulo (221.973), Rio de Janeiro (97.572), Ceará (94.158), Pará (86.020) e Maranhão (70.689).
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.