Bananal: Prefeito e secretario alertam para risco de combate ao coronavírus fugir do controle


Entre os dias 4 e 13 de julho, os casos confirmados em Bananal aumentaram 125% e os casos suspeitos saltaram 2.425% no mesmo período

Por Ricardo Nogueira

Em vídeo divulgado na noite de segunda-feira (13) na página oficial da prefeitura no Facebook, o prefeito de Bananal, Carlindo Nogueira Rodrigues (Piá) e o secretario de Saúde, Pedro Luiz Santos Fonseca, não esconderam a preocupação da crise sanitária provocada pela pandemia de Covid-19 fugir do controle no município se não houver maior apoio das pessoas que ainda resistem em cumprir as orientações de enfrentamento ao contágio da doença.

Os dois reafirmaram as orientações e reforçaram os pedidos que vem fazendo, insistentemente, nos últimos 4 meses em relação ao uso de máscaras de proteção, evitar aglomerações e adesão ao distanciamento social. Mas, dessa vez, de forma clara, não esconderam a preocupação com a possibilidade do agravamento do quadro em Bananal levar ao descontrole.

Entre o dia 4 de julho e ontem (13), o número de casos suspeitos em Bananal aumentou em 2.425%, de 4 para 101 pessoas monitoradas em isolamento domiciliar. Os casos confirmados saltaram 125% (de 8 para 18) no mesmo período.

Em comparação a todo o período da pandemia na cidade, Bananal teve mais casos positivados em julho do que a soma dos meses de fevereiro, março, abril, maio e junho.

Antes de atualizar os dados do boletim epidemiológico de ontem, no vídeo o prefeito reforçou os pedidos de sempre em relação ao distanciamento social, a utilização de máscaras de proteção e medidas de higiene preventiva.

Piá fez um relato sobre o trabalho desenvolvido no último final de semana, destacando a mobilização de mais uma barreira sanitária (em caráter temporário), no trevo que interliga a SP-247 (rodovia para a serra da Bocaina) com o bairro Formigas. "Foram muitos ciclistas e motociclistas que ouviram nossos pedidos de conscientização e voltaram, sem entrar na cidade ou subir para a Bocaina", disse.


Em seguida, em tom de apelo, mesmo reconhecendo o apoio da maioria da população aos seus alertas,  o prefeito pediu a compreensão daqueles que ainda não acreditam na gravidade da situação. Ele mencionou a piora do quadro epidemiológico em toda a região e o risco de saturação na oferta de leitos para os pacientes nos hospitais de referência: "Quando se fala que 80% dos leitos estão ocupados, isso significa 5, 6, 7 leitos disponíveis só", destacou o prefeito. 

Logo depois, foi a vez do secretario de saúde alertar sobre os riscos de descontrole da situação. Ele reforçou a argumentação do prefeito. Em relação à Bocaina, ponderou que, ao contrário do que muitos turistas e cidadãos locais pensam, o clima frio e o grande número de idosos favorecem a ação do vírus naquela localidade.

Stress e Desgaste 

Embora os dois agentes públicos não tenham dito isso no vídeo, parece haver também, junto a esse público refratário às medidas de enfrentamento ao coronavírus, uma falta de noção sobre o desgaste dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia.

São profissionais que já estão há mais de 120 dias se expondo ao vírus (alguns o contraíram) e em ritmo intenso de trabalho, gerando desgaste físico, emocional e psicológico. Isso inclui desde os que atuam nas barreiras sanitárias até os que fazem a limpeza e higienização das unidades hospitalares, cabendo destacar ainda as equipes que efetuam o monitoramento dos casos suspeitos e o tratamento dos positivados em suas respectivas casas.

Supostamente, não precisaria ser tão bom entendedor para ter noção do quanto é exigido dos profissionais de um município de pequeno porte - e limitada infraestrutura -, para atuarem, diuturnamente, no monitoramento de mais de um centena de pessoas. E isso com a pressão psicológica da responsabilidade de, com isso, impedir a disseminação do vírus por todo o município.

Será que para esses mal entendedores será preciso desenhar, ou vai precisar ocorrer o óbito de alguém conhecido para lhes despertar o grau de conscientização de como é a realidade de uma pandemia?

A conferir, nos boletins dos próximos dias... 


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.