A implantação do importante Núcleo do IPHR em Bananal.

Há exatamente uma semana, Bananal conta com um Núcleo do Instituto de Pesquisa Histórica Regional (IPHR).
No dia 02 de abril, em solenidade realizada nas dependências da Câmara Municipal de Bananal, o Núcleo foi oficializado com a nomeação de seus membros e também com homenagens a pessoas identificadas com projetos e idéias da instituição.

                                                                                                                            Foto: IPHR Bananal
Rafael, Fernanda, Maíra e Jerônimo são os integrantes do Núcleo do IPHR em Bananal.

O evento contou com a presença da Diretoria do Instituto, integrada pela Profª Ludmila Pena Fuzzi (Presidente), Prof. Cristiano Luiz da Silva (Vice Presidente) e Marcos Aurélio Moreira (Ecônomo), além de simpatizantes e familiares dos membros do Núcleo de Bananal. As vereadoras Lúcia Helena Nader Gonçalves e Érika Tereza Coitinho Affonso também prestigiaram a cerimônia, representando o legislativo local.
Seguindo o protocolo solene do IPHR, os quatro membros de Bananal prestaram juramento, oficializando-se o Núcleo com a seguinte formação:   
Coordenadora – Maíra Cheminand Fortes Rocha, 
Sub Coordenador – Rafael Gomes Tavares,
Secretária – Fernanda da Silva,
Ecônomo – Jerônimo Freitas.
Durante a cerimônia foram prestadas homenagens a personalidades ligadas à cultura. A Profª Roberta Fonseca recebeu um certificado em reconhecimento a um projeto pedagógico desenvolvido na cidade em 2010. Já o Sr. Vicente do Paulo Vale foi agraciado com o título de Membro Honroso da instituição.
O Sr. Plínio Graça, verdadeiro ícone da cultura histórica local, foi escolhido como Patrono do Núcleo de Bananal.
De forma emblemática, de certa forma a solenidade refletiu o espírito de superação da instituição. Boa parte do cerimonial foi realizada à luz de velas, face à falta de energia ocorrida no início da noite de sábado. Demonstrando alto grau de simpatia e desprendimento, os membros da diretoria do IPHR encararam a adversidade como um tom nostálgico conferido à cerimônia, nos moldes do século XIX.

PRIMEIRO DESAFIO: a instalação do Museu Municipal de Bananal.         

A primeira grande causa a ser abraçada pelo Núcleo do IPHR em Bananal é a instalação do primeiro Museu Municipal de Bananal.
Uma luta iniciada há algum tempo por dois integrantes do Núcleo de Bananal, Rafael Gomes Tavares e Jerônimo Freitas.
Esses dois valorosos rapazes, sem qualquer tipo de remuneração, resgataram uma antiga aspiração do povo bananalense, que sempre sonhou com um acervo condizente com a rica história da cidade, instalado no imponente Solar Aguiar Valim.
Se o sonho é antigo, as ferramentas utilizadas pela equipe local do IPHR são modernas.
No intuito de fortalecer o movimento com o respaldo popular, a equipe lançou um abaixo assinado através de uma comunidade no Orkut – MUSEU MUNICIPAL DE BANANAL.
No documento, os organizadores reafirmam o intuito de preservar a Memória e a História da região do Vale Histórico e da cidade de Bananal, buscando sensibilizar as autoridades para a criação de um Museu Municipal com estrutura digna que também permita, futuramente, agregar um Arquivo Histórico com o acervo do município que hoje se encontra no Museu Major Novais, em Cruzeiro.
Cumpre esclarecer que, no final dos anos 90, a Prefeitura de Bananal cedeu os documentos por entender que o referido Museu tinha melhor estrutura para a sua preservação.
O abaixo assinado também esclarece que o projeto de criação do Museu Municipal de Bananal, sob responsabilidade do IPHR, está baseado em portaria normativa para planos museológicos, segue emendas da Constituição Federal e possui finalidades que se enquadram no Estatuto Social do Instituto Brasileiro de Museus.
Para colaborar com essa luta clique aqui e participe do abaixo assinado.

         
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.