Presidente da CEI na Câmara justifica atrasos e diz pretender prorrogação do processo.

A vereadora Lúcia Helena Nader Gonçalves justificou, em plenário na sessão ordinária do dia 02 de junho, o atraso no andamento da CEI (Comissão Especial de Inquérito) que investiga supostos desvios por parte da administração David Morais nos recursos destinados à merenda escolar dos alunos da rede municipal.
Durante a fase de explicações pessoais na sessão, a vereadora, que preside a CEI, salientou que não está havendo “corpo mole” para beneficiar quem quer que seja. A CEI está utilizando o processo nº 059.01.2010.000680-4 que tramita na justiça como base para a instrução do inquérito. A Câmara requereu junto à justiça a permissão para xerocopiar todo o processo, que possui a denúncia formulada pelo Ministério Público, as alegações de defesa do prefeito e demais réus, documentos do processo de licitação, notas fiscais e depoimentos das partes envolvidas.
Os vereadores já se debruçaram sobre cerca de 10 volumes com centenas de páginas nas fases processuais que foram até novembro passado. Agora, aguardam a chegada de novos documentos do processo para prosseguir o trabalho.
Lúcia Nader também não escondeu o fato de que as reuniões da comissão não estão acontecendo com a constância que pretendia por dois fatores: a conciliação das agendas com as demais integrantes da comissão (vereadoras Érika Tereza Coitinho Affonso (relatora) e Hercília de Jesus Ramos de Andrade) e problemas de saúde em sua família que a obrigam a viajar.
Em seu pronunciamento, a vereadora afirmou que pretende pedir a prorrogação do prazo da CEI para efetuar o trabalho com isenção e responsabilidade, evitando injustiças.
A Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Câmara estipulam o prazo de duração de uma CEI em 90 dias, permitindo a prorrogação do prazo desde que aprovado pelos demais vereadores em votação no plenário da Casa.
O prazo da CEI começou a contar em abril, com sua instauração. Como o tempo não pode ser contado no período de recesso legislativo, em julho, o prazo final será em agosto. Se for prorrogada, a CEI poderá se estender até novembro de 2011.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.