Desfile cívico marca comemoração dos 183 anos de emancipação política de Bananal.

Na última sexta-feira, Bananal celebrou os 183 anos de sua emancipação político-administrativa.

No início da manhã, ao som do hino oficial de Bananal e do hino nacional, ocorreu na Praça Pedro Ramos o hasteamento da bandeira do município ao lado da bandeira nacional e da bandeira do estado de São Paulo. A solenidade contou com a presença da Prefeita Mirian Bruno, do Presidente da Câmara, Robson do Amaral Rodrigues, da Vice Presidente da Câmara, Lúcia Nader, demais vereadores, secretários municipais, policiais militares, líderes de igrejas e de entidades representativas locais e populares.

O desfile cívico foi aberto pelo caminhão do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro, gentilmente disponibilizado pela Comandante Michele, daquele destacamento militar. 

Após as cirenes e a passagem da viatura do Corpo de Bombeiros pela rua Manoel de Aguiar, teve início o desfile dos alunos das escolas da rede pública municipal.

A Escola Cel. Nogueira Cobra foi a primeira a se apresentar. O pelotão foi aberto por porta-bandeiras seguidas de uma fileira de graciosas meninas com trajes típicos de época portando cestinhos de flores nas mãos.

Em seguida, crianças apresentaram faixas de conscientização em defesa do meio ambiente, precedendo uma ala de crianças com banners de prédios históricos e personagens ilustres da história de Bananal. 

A escola encerrou sua participação homenageando o poeta bananalense Wagner Fernandes Fonseca, que neste ano foi agraciado com um título da Academia de Letras e Artes de Lorena, destacando sua obra “Floresta de Poesia”. Ao lado de sua esposa, Idalina Sabadine, o homenageado também desfilou, trazendo os bonecos em miniatura de alguns personagens de seu livro.

 A segunda escola do desfile cívico foi a EMEIEF “Joaquim Francisco de Paula”, do distrito de Rancho Grande. Crianças com trabalhos manuais de produtos reciclados foram os primeiros destaques da apresentação. A coleta seletiva do lixo foi enaltecido com mensagens e adereços nas indumentárias dos alunos.  Eles também apresentaram brinquedos e até um globo terrestre confeccionado com materiais recicláveis.

O destaque ficou para a ala em que as crianças se apresentaram com roupas estilizadas com produtos reciclados de plástico, papel jornal e até embalagens de salgadinhos industrializados. O pelotão foi encerrado com alunos vestindo uniformes do Proerd e da rede municipal.

O pelotão seguinte foi o da escola “Professora Zenóbia de Paula Ferreira”, que abriu seu desfile com faixas lembrando que o planeta Terra é a casa de todos nós. Logo a seguir, o enfoque foi pela campanha do Lixo Zero em Bananal com a mensagem “Todos pela revitalização do rio Bananal”, assinado em conjunto pelos alunos do Zenóbia, pelo Sintaema e pela Amovale.

O desfile temático seguiu por crianças com fantasias em alusão à flora e à agricultura, além de adereços simbolizando gotas d´água e borboletas, destacado por uma inscrição com o poema de Vinícius de Morais. Em seguida vieram faixas de mensagem defendendo a plantação da crotalária como controle biológico do Aedes Aegipty e de exaltação à Mata Atlântica,como campeã em biodiversidade.  A participação da escola Zenóbia foi finalizada com um pelotão defendendo que se plante árvores, seguido por servidores do Sintaema, convidados especiais para o desfile, exortando a visitação da Estação Ecológica de Bananal: “Quem conhece, valoriza”.

A EMEF “Professor José Luiz Ferreira Guimarães” foi a última escola municipal a desfilar. Os alunos também levaram faixas pela preservação do meio ambiente, seguidos por um pelotão com camisetas estilizadas com mensagens e personagens contra a depredação e em defesa da natureza. 



O desfile de todas as escolas foi embalado pela valorosa fanfarra da escola Cel. Coronel Nogueira Cobra. Sob a batuta do regente Luiz Cláudio, o Banha, a fanfarra, composta apenas por crianças e pré adolescentes com instrumentos de percussão, manteve o compasso do desfile com vigor e uma notável dedicação.


O desfile cívico pelo Dia do Município teve prosseguimento com algumas novidades, juntamente com apresentações tradicionais.

Pela primeira vez, o Projeto Social do Cabo PM José Antônio, respaldado pela Policia Militar do Estado de São Paulo, se apresentou perante as autoridades. Alunos de variadas faixas etárias e categorias fizeram em frente ao coreto, exibição de golpes marciais ministrados pela Academia de Kickboxing de José Antônio.

Em seguida, a solenidade cívica teve prosseguimento com os tradicionais desfiles do Clube dos Desbravadores Lobos da Bocaina e do Clube de Aventureiros Lobinhos da Bocaina, neste ano destacando o Projeto Impacto, Saúde e Esperança da Igreja Adventista do 7º Dia de Bananal.

O fechamento do desfile cívico foi destacado pela apresentação da Banda de Música da PM, do Comando de Policiamento do Interior 1, regida pelo Maestro Elizeu Fernandes da Costa. Dentre os sucessos apresentados, tocou um "Parabéns pra Você" especial em homenagem aos 183 anos da emancipação de Bananal.


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.