Nesta segunda, 4 blocos agitam o Carnaval de Bananal.


Nesta segunda-feira, a avenida da folia em Bananal será palco de desfile para 4 blocos, de atrativos variados, com samba, marchinhas, fantasias e tradição. Dois deles serão estreantes na avenida, incluindo um bloco infantil. Haverá homenagens ao "Velho Guerreiro" Chacrinha e aos antigos carnavais de Bananal, com o resgate de um bloco de grande sucesso nos anos 70 e um tributo às duas escolas de samba que, entre os anos 60 e 80, foram as grandes responsáveis por elevar a folia na cidade à primeira grandeza e chegar ao patamar que tem hoje.

Antes dos desfiles, a folia no centro histórico começa às 16 horas com o sistema de sonorização na Manoel de Aguiar e a Matinê Infantil com banda de Marchinhas na tenda de 20 m² que cobre o obelisco da Praça Rubião Júnior (Largo do Rosário).


Na sequência, às 19 horas está programado o desfile de estreia do Bloco Perguntinha, versão infantil do Bloco Pergunta Lá, que certamente trará animação e elevará o "fofurômetro" na avenida, animada por uma banda de marchinhas. Devidamente acompanhadas pelos pais ou responsáveis, as crianças podem participar fantasiadas ou não. Elas poderão curtir atrações como Perna de Pau e a distribuição liberada de pipoca e algodão doce. A concentração do bloco será na Praça Dona Domiciana (da Estação) a partir das 18 horas.


Às 20h30 o valoroso e tradicional Bloco Unidos da Palha, da comunidade do bairro Boa Esperança, vem embalado por sua bateria nota mil do Mestre Dinga desenvolvendo enredo em homenagem a Abelardo Barbosa, o Chacrinha, uma das figuras marcantes da comunicação brasileira no rádio e na televisão.

Uma hora depois, no rastro do imenso sucesso do ano passado, o Bloco do Fritz resolveu, em seu 2º ano de desfile, resgatar a memória de ESAB e ESAR. As duas escolas de samba que estão eternizadas na história do Carnaval de Bananal.

Para tanto, o Fritz trará para a avenida dois representantes de cada uma delas. O Sr. Ernesto dos Santos Nogueira, presidente da Escola de Samba Aprendizes de Bananal (ESAB) e Cristina Caputo, integrante da família que formou o corpo diretivo da ESAR (Escola de Samba Acadêmicos do Ritmo).

Trazendo um clima de "oktoberfest" para a folia bananalense, o Fritz vem com Trio Elétrico e DJ desde a concentração e também a sensacional Banda de Marchinhas do Sul Fluminense. O bloco será acompanhado no trajeto pela Kombi Beer Laranjinha, com torneiras de chopp. A concentração será no Estação Garage Bar onde os kits de participação (Caneca, abadá e acessórios) podem ser adquiridos, com direito a 1 hora de chopp free. O contato telefônico para adquirir o kit é Isabella no  (12) 99645-9193.


Fechando os desfiles, por volta das 22 horas o Bloco Pé de Cana resgata o nome de um dos blocos mais famosos de Bananal nos anos 70.

Marcado pela total irreverência, o bloco original tinha um figurino em estilo hippie e indumentárias em sacos de carvão ou estopa. Todos ostentando como adereço de mão os caules da cana, empunhados como bandeiras.  



O Bloco Pé de Cana versão 2019 vem com estilo, puxado pela bateria do Mestre Costela da concentração até a avenida. A concentração, com ambiente exclusivo, terá serviços de alimentação, música ao vico com Ricardinho e roda de samba com os amigos do Pé de Cana. O desfile contará com carro alegórico, porta bandeira, Musa e Muso Pé de Cana. O encerramento com chave de ouro será com a apresentação da Banda Tereza Cristina.



Matéria atualizada às 15 horas para acréscimo de informações.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.