Buscas por idoso desaparecido entram no 7º dia em Bananal

 

Idoso foi avistado pela última vez na manhã de sábado (13) nas proximidades da Fazenda Bela Vista

Por Ricardo Nogueira

Nesta sexta-feira (19/02), equipes formadas por policiais civis e militares (incluindo bombeiros) e voluntários, retomam, pelo 7º dia consecutivo, as buscas pelo idoso João Francisco da Silva, de aproximadamente 80 anos, desaparecido desde a última sexta-feira, 12 de fevereiro.

Morador de uma casa nas proximidades da Fazenda Harmonia, distante cerca de 2 km de Bananal em estrada vicinal à beira da SP-68 (Rodovia dos Tropeiros), o "Sr. João" sofre de Alzheimer.

Imagens da câmera de segurança instalada na porteira da Fazenda Harmonia mostraram a passagem do idoso, carregando uma foice, no dia do desaparecimento. Ele passou sozinho pelo ponto onde a câmera está instalada, seguindo em frente pela vicinal. Acredita-se que ele pretendia seguir para a Fazenda Bela Vista, onde o pai dele morou. Sr. João trajava uma camisa esverdeada de manga curta, calça bege claro e um calçado cinza de bico branco.


Os familiares iniciaram a busca pelo idoso no mesmo dia e, ao não descobrirem o seu paradeiro, pediram ajuda através das redes sociais. Acionada, a policia intensificou a procura, baseada em relatos de moradores que disseram ter visto o idoso caminhando pelas imediações.

Há relatos neste sentido colhidos no dia seguinte ao desaparecimento, mas também existem informações desencontradas sobre seu trajeto.

O Investigador de Polícia Luiz Cosme Martins de Souza, que também é vereador e Presidente da Câmara de Bananal, integra a equipe de buscas desde o início. Ele enumerou as localidades rastreadas numa extensão superior a 1.500 alqueires e relatou o empenho das pessoas que, a cada dia,  engrossam o contingente na procura pelo Sr. João.

"Andamos em todos os locais possíveis e imagináveis. Mais de 40 pessoas na busca, com muita boa vontade de encontrar o Sr. João, mas infelizmente, não conseguimos até o momento. Rodamos Bela Vista, Campinhos, Barreirinho de Baixo, Santa Apolônia... Sabemos que a área é extensa. Um raio muito grande, entre 1.500 e 2.000 alqueires. E é uma região que possui muitos bichos, como boi Nelore e onça". declarou Martins.

O policial foi informado pelo funcionário de uma fazenda que o idoso foi visto na sexta-feira nos Campinhos, seguindo em direção à Bela Vista. No sábado, o morador de uma propriedade próxima àquela fazenda informou tê-lo visto de manhã, por volta das 10h30, mas não há confirmação de que ele tenha chegado ao destino. Na quinta-feira (17), a equipe do investigador se programou para rastrear as imediações da Fazenda Santa Vitória. 

A empatia e solidariedade das pessoas na busca pelo Sr. João cresce junto com a ansiedade por encontrá-lo.

A mobilização transpôs a barreira virtual das redes sociais do primeiro dia e arregimentou pessoas ao longo da semana, culminando no envio de reforços do Corpo de Bombeiros e até de um helicóptero Águia nas incursões mais recentes pelas matas. Drones também estão sendo utilizados.

Em apoio logístico, comerciantes e profissionais liberais de Bananal tem feito doações em dinheiro e em mantimentos para as equipes de busca.

Nesta sexta-feira (19), em que se completa uma semana do desaparecimento, a procura pelo idoso prosseguirá, ampliando o raio da área rastreada para territórios de municípios vizinhos, como Arapeí, Resende e Barra Mansa (Rialto).


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.