Gazeta de Bananal atinge mais de 51 mil visualizações em Janeiro.



O site da Gazeta de Bananal atingiu em janeiro a marca de 51.317 visualizações, média superior a 1.655 acessos nos 31 dias do mês. 

O alcance superou a expectativa do jornal, que era de 1.ooo acessos por dia neste início de implantação das notícias diárias no site, tendo em vista que janeiro é um mês de menor potencial de visualizações devido às férias. A meta projetada correspondia a cerca de 10% da população de Bananal.

O jornalista Ricardo Nogueira, Editor Responsável do jornal e coordenador do projeto de sua versão digital, agradece aos leitores pela confiança. "Mais uma vez Bananal e seus admiradores espalhados pelo país e pelo mundo nos proporcionam uma grata surpresa. Atingimos um índice 60% superior ao esperado neste início de trabalho. Fico muito grato a todos que leram e/ou curtiram e/ou compartilharam nossas notícias. Desde novembro vínhamos "esquentando o site" para análise de seu potencial atual. Intensificamos um pouco a periodicidade do noticiário em dezembro. E janeiro serviu para o leitor saber que agora tem notícia todo dia sobre Bananal, sua região, o estado de São Paulo e o Brasil. E notícias atualizadas a todo momento."




Para fevereiro, a expectativa do jornal, antes da aferição, era triplicar a audiência em relação a janeiro, devido ao potencial de pauta com o julgamento da cassação de Peleco no TJ e os preparativos em Bananal para o Carnaval.  "Fevereiro será marcado por decisões importantes no Tribunal de Justiça em São Paulo sobre a cassação do Peleco e faremos ampla cobertura. Em duas apelações da defesa dele, um julgamento já tem data marcada no final do mês e um mandado de segurança pode até ser decidido antes". 

No mesmo sentido, as notícias sobre Carnaval terão um alcance considerável, enfatiza Ricardo Nogueira. "Ao longo deste mês faremos cobertura sobre os trabalhos dos blocos para os desfiles, sobre a atuação dos órgãos públicos na preparação para o evento e muito mais. Com a previsão que tínhamos para janeiro, de mil acessos diários, projetamos 3 mil para fevereiro. Como janeiro foi 60% superior ao que prevíamos, este mês de fevereiro, rico em notícias de grande repercussão, pode nos surpreender mais ainda".

"Fakenews"

A notícia mais acessada em janeiro foi sobre o julgamento colegiado no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) que confirmou a decisão monocrática da desembargadora Ana Liarte, em julho de 2017, pela manutenção de Peleco na chefia do Poder Executivo local por jamais ter tentado obstruir as investigações em curso no processo em que responde por uma suposta improbidade administrativa em processo licitatório para aquisição de material escolar.

Apesar do corpo da matéria explicar que a decisão não derrubava a cassação de Peleco pela Câmara, alguns repercutiram a matéria como se a decisão representasse o retorno imediato do prefeito afastado.

O episódio reflete a pouca familiaridade com notícias em tempo real, que vão sendo atualizadas conforme o andamento dos fatos e a inclusão de novas informações na mesma postagem. "Recebi várias ligações e mensagens de advogados amigos e leitores, com sugestões e perguntas sobre o teor da matéria. A todos expliquei que se tratava de um fato que acabara de ser publicado pelo sistema eletrônico do TJ. O fato gerador da notícia era a decisão do Tribunal Superior. Foi esse o corpo do texto e o enfoque da notícia. As atualizações foram acessórias ao fato principal que jamais foi falso.", assevera Ricardo Nogueira.

A despeito disso, o jornal tomou ciência da peculiar situação de circular versões "fakes" de que a notícia é que era "fake".

Um áudio, por exemplo, chegou a circular no WhatsApp com a falsa versão de que o editor do site teria até pedido desculpas na prefeitura pelo suposto erro e iria se retratar em nota: "(...) É mentira essa nota que soltaram aí... que o Ricardo soltou. Teve sim um julgamento do Peleco hoje, só que é uma sentença de um processo bem atrás, bem antigo, que ele estava esperando. E até o Ricardo pediu desculpas na prefeitura e disse que vai se retratar, soltando uma nota aí na Gazeta, se retratando da situação. Então essa situação aí não procede (...)"

Versão semelhante também circulou em texto na mesma rede social.


"A não ser que eu tenha um sósia ou um irmão gêmeo que tenha ido lá na prefeitura, essa fofoca é risível. Imaginem o ridículo da cena. Para qual figura eu dirigiria minhas desculpas na prefeitura? Fico imaginando o que motiva alguém a inventar e espalhar um absurdo desse.", ironiza Ricardo Nogueira. E completa: "Certamente iremos errar algumas vezes. Mas quando isso acontecer, pediremos desculpas aos nossos milhares de leitores. Não a esse ou aquele político."

O jornal também tomou ciência da circulação de um "print screen" de tela de celular onde a palavra "não" do subtítulo original da matéria "Decisão não derrubaria cassação decidida pela Câmara" foi suprimida, alterando o seu conteúdo. "Vamos nos inteirar melhor sobre a origem desse print screen para elucidar o motivo de sua elaboração para compartilhamento. Até onde sabemos, esse print só circulou pelo WhatsApp, onde é mais fácil o autor se esconder no anonimato.", afirma Ricardo Nogueira.    

Destaques no turismo e na cultura

Outras notícias de maior destaque em janeiro tiveram as potencialidades turísticas e históricas de Bananal em evidência, assim como algumas apresentações culturais e uma singela celebração aos 107 anos do nascimento de Herivelto Martins.

"Na primeira semana do mês o site informou sobre os 130 anos de instalação da antiga Estação Ferroviária (clique aqui para ler/reler) e a notícia correu o mundo. Detectamos acessos na Europa, África, Estados Unidos, Canadá e países da América do Sul. Depois seguiram-se as notícias sobre a lei de cobrança de zona azul no Carnaval (clique aqui), a inclusão de Bananal pelo site da CNM entre as 10 cidades históricas que chamam a atenção nestas férias (clique aqui)a escolha do "Arú" como Rei Momo do Carnaval 2019 (clique aqui)o evento cultural da Amovale (clique aqui) e o recente show de violeiros que encantou o público recentemente no Centro Cultural (clique aqui)", salienta o editor do site.

Por fim, Ricardo Nogueira destaca o grande fechamento editorial do site em janeiro: "Para completar esse mês de saldo altamente positivo para o nosso site, fizemos uma singela homenagem ao saudoso Herivelto Martins. Matéria que gerou ótimas lembranças aos seus contemporâneos e mostrou aos mais jovens a relevância deste grande compositor brasileiro. E para nossa maior satisfação, constatamos que a matéria agradou aos familiares do Sr. Herivelto. Isso é uma honra para nós".

Clique na imagem abaixo para ler/reler a matéria.


Share on Google Plus

Sobre Ricardo Nogueira

RICARDO LUÍS REIS NOGUEIRA, jornalista (Mtb. 32.204 RJ), foi um dos fundadores do jornal, atuando como Diretor Executivo e Redator Chefe desde 1987. Atualmente, é o Editor Responsável da Gazeta de Bananal e coordena o projeto do portal eletrônico do jornal na internet.